#OBARBA-AZUL
Apresentação
Era uma vez um homem muito rico mas que, por ter a barba azul, afugentava todas as mulheres. Ele também havia se casado várias vezes, e suas esposas tinham desaparecido sem ninguém saber o que havia acontecido com elas. Quando ele um dia conquista uma jovem dama e casa com ela, lhe dá todas as chaves da casa mas a proíbe de entrar em um pequeno gabinete no porão.
Tomada pela curiosidade, a mulher visita o quarto durante uma viagem do marido e constata que ele estava repleto de cadáveres pendurados, o chão coberto de sangue. A chave cai de sua mão e fica manchada de vermelho para sempre, denunciando sua traição ao tenebroso protagonista, que pretende matá-la como fez com suas antecessoras. Por sorte os irmãos da jovem chegam a tempo de salvá-la, e ela termina herdando toda a riqueza do Barba-Azul.
Um dos oito contos de Perrault publicados em 1697 - na obra Histórias ou contos dos tempos passados com moralidades, mais conhecida como Os contos da Mãe Gansa - O Barba-Azul teve enorme sucesso. Com moral ambígua, o texto por um lado sugere que errar é humano e mais vale perdoar; mas também critica o comportamento das mulheres - será que o monstro é mesmo o Barba-Azul, que oferece sua confiança e morre traído?
O Barba-Azul é uma fonte de inspiração inesgotável: originou livros, filmes, óperas e até balés. Nesta edição para o público infantil, o texto original integral é ilustrado e vem acompanhado de um anexo com informações sobre a obra, seu autor e o contexto histórico.
Ficha Técnica
Título original: LA BARBE BLEUE
Tradução: Hildegard Feist
Páginas: 32
Formato: 21.00 x 24.30 cm
Peso: 0.124 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 25/09/2009
ISBN: 9788574063904
Selo: Companhia das Letrinhas
Autor
Faça seu cadastro na Companhia das Letras e personalize sua experiência


Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A.
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone.: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Todos os direitos reservados 2016