Livro acessível
Títulos / Companhia das Letras / A VIDA É BELA
Clique para ampliar
#AVIDAEBELA
Com esse roteiro e depois com o filme, Benigni repôs em discussão o sentido ético de se fazer humor a partir de realidades terríveis como os campos de concentração nazistas.
Apresentação
Numa das primeiras cenas de A vida é bela, o aprendiz de garçom Guido Orefice procura a melhor inclinação do torso para saudar os clientes: 45 graus, à maneira das garrafas de champanhe? Ou talvez mais? De tão esforçado, inclina a cabeça até o chão. É quando recebe uma lição do tio e mestre: "Servir é a maior das artes" e, como tal, escapa a todo servilismo. Eis a chave das proezas do garçom: transportado com o filho para um campo de concentração, Guido leva ao virtuosismo a arte de servir sem subserviência. Para que o filho não perca a inocência na travessia do inferno, inventa um outro mundo onde o riso se torna a mais humana das virtudes. (Por escrito, o filme de Benigni tem a força de um texto literário.)
Ficha Técnica
Título original: LA VITA E BELLA
Tradução: Manuel Olivio
Capa: Angelo Venosa
Páginas: 224
Formato: 14.00 X 21.00 cm
Peso: 0.295 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 16/03/1999
ISBN: 9788571648852
Selo: Companhia das Letras
Autor

Assine a newsletter da Companhia