Títulos / Companhia das Letras / MÍNIMA LÍRICA
Companhia das Letras
MÍNIMA LÍRICA
#MINIMALIRICA
Os dois primeiros livros da carreira do poeta e tradutor Paulo Henriques Britto, um dos mais destacados autores brasileiros contemporâneos.
Apresentação
Esta edição reúne os dois títulos iniciais de um poeta que, ao longo de trinta anos de carreira, iria ostentar uma das trajetórias mais sólidas e brilhantes da lírica brasileira contemporânea. Liturgia da matéria (1982) e Mínima lírica (1989), obras que seriam reunidas em 1989 pela coleção Claro Enigma do poeta e crítico Augusto Massi, são os primeiros e já seguros passos de seu autor, o escritor e tradutor carioca Paulo Henriques Britto.
Pois há uma segurança e um manejo extraordinários do verso, tudo vindo a reboque de uma ironia que não se resume apenas ao olhar do poeta sobre as coisas e o mundo, mas igualmente contamina a própria forma do poema. Prova dessa atitude diante da tradição literária é a série “Dez sonetos sentimentais”, com dez sonetos ingleses (compostos numa única estrofe de quatorze versos, e portanto diferentes da forma mais consagrada do soneto em línguas latinas) que dão voz a uma série de reflexões nada sentimentais, e “Logística da composição”, espécie de resposta-homenagem à “Psicologia da composição” de João Cabral de Melo Neto: “Só o sonho é inevitável. Quanto ao resto,/ há sempre a possibilidade aberta/ de fazer outro gesto, dizer uma/ palavra que é o contrário de si mesma”.
Para além da reflexão acerca da “música banal dos sentimentos” (como escreve nos versos de abertura do poema “Pour Élise”), as peças reunidas neste volume também dão conta de uma vasta gama de interesses do tradutor de, entre outros, Elizabeth Bishop e Wallace Stevens (só para ficarmos com os poetas que Paulo Henriques Brito trouxe para a língua portuguesa com inteligência e perícia). A tradição literária, a poesia de língua inglesa e as tentativas do eu lírico de abarcar - de forma nada pretensiosa - as diversas esferas da experiência concreta estão entre os grandes momentos de um livro permeado de astúcia literária, humor e observação do cotidiano.
Ficha Técnica
Título original: MÍNIMA LÍRICA
Capa: Kiko Farkas / Máquina Estúdio
Páginas: 112
Formato: 14.00 x 21.00 cm
Peso: 0.173 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 16/08/2013
ISBN: 9788535923100
Selo: Companhia das Letras
Série
CÂMERA LENTA
Marília Garcia
Em seu quinto livro, uma das vozes mais originais da poesia contemporânea reflete sobre as múltiplas espirais da linguagem. Leia +
A CHAVE DO MAR
Fernando Moreira Salles
Em sua concisão, estes poemas desvendam horizontes. A percepção fina e a atenção aguda do poeta operam o passe de mágica que é prerrogativa da poesia: expor, desprotegido, o momento que passa. Terceira coletânea de Fernando Moreira Salles, A chave do mar confirma a presença de seu autor entre os novos nomes da poesia brasileira. Leia +
CINEMATECA
Eucanaã Ferraz
Um convite ao leitor/espectador para compartilhar, como numa sessão de cinema, momentos de grande intensidade poética. Nesta Cinemateca, a vivência da poesia não oferece grandiloqüência ou monumentalidade, mas coloquialidade e franqueza de espírito. Leia +
O CORPO NO ESCURO - Poemas
Paulo Nunes
A estreia de um poeta maduro que exibe segurança e lirismo para falar dos eventos mais importantes da vida. Leia +
DA ARTE DAS ARMADILHAS
Ana Martins Marques
Em seu segundo livro - o primeiro, A vida submarina, é de 2009 - , a poeta mineira Ana Martins Marques promove uma observação ativa do mundo. Nos objetos do cotidiano ou nas surpresas do corpo, as armadilhas também se chamam vida, ou amor, ou quem sabe cigarros e silêncio. Leia +
DEVER - (2007-2013)
Armando Freitas Filho
Com livro de poemas inéditos, um dos maiores poetas em atividade no Brasil comemora 50 anos de carreira no auge da forma. Leia +
EM TRÂNSITO
Alberto Martins
"O real não está nem na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é no meio da travessia." As palavras de Guimarães Rosa descrevem o gesto poético de Alberto Martins em seu Em trânsito. "Notável", diz Francisco Alvim. Leia +
ESCUTA
Eucanaã Ferraz
Com Escuta, Eucanaã Ferraz mais uma vez avança em sua escrita e confere vigor a toda a poesia brasileira. Leia +
ESQUIMÓ
Fabrício Corsaletti
"Fabrício Corsaletti permanece fiel a uma dicção que equilibra com eficiência nostalgia e ironia, lembranças da infância interiorana e referências literárias e cinematográficas, paixão vivida e distanciamento crítico." (Paulo Henriques Britto) Leia +
A ESTRELA FRIA - Poemas
José Almino
As vozes de outros poetas e escritores, incorporadas à fala de José Almino, fundem-se aos seus versos com naturalidade, e as sínteses e sons dessas palavras colhidas em outras sensibilidades se articulam à linguagem do poeta pernambucano em ecos que reforçam e completam sua lírica peculiar. Leia +
FORMAS DO NADA
Paulo Henriques Britto
Com uma poética que se caracteriza pela construção, pela ironia e pelo jogo entre linguagem do cotidiano e sofisticação intelectual, Formas do nada exprime o confronto perfeitamente incomplacente de um homem com seu entendimento. Leia +
O LIVRO DAS SEMELHANÇAS
Ana Martins Marques
O livro das semelhanças, obra de uma das mais aclamadas poetas brasileiras contemporâneas, é um acontecimento raro em nossa cena literária. Leia +
LIVRO GERAL
Alexandre Barbosa de Souza
Poeta brasileiro da nova geração, Alexandre Barbosa de Souza presenteia o leitor com cenas do cotidiano, memórias da juventude e uma voz poética que reflete e celebra a vida nos seus detalhes. Leia +
MESMO SEM DINHEIRO COMPREI UM ESQUEITE NOVO
Paulo Scott
Lirismo e aspereza nos versos de um poeta que trilha um caminho único na lírica contemporânea do Brasil. Leia +
O METRO NENHUM
Francisco Alvim
Onze anos depois de Elefante, mais um livro de Francisco Alvim. Os poemas pertencem às duas vertentes características do poeta: ora líricos, marcados pelo sentimento da morte e da perda, ora críticos da história que sempre passa pela fala de vozes anônimas. Leia +
MÍNIMA LÍRICA
Paulo Henriques Britto
Os dois primeiros livros da carreira do poeta e tradutor Paulo Henriques Britto, um dos mais destacados autores brasileiros contemporâneos. Leia +
PÉ DO OUVIDO
Alice Sant'Anna
Um longo poema com versos repletos de lirismo, de uma das grandes revelações da poesia contemporânea brasileira. Leia +
ROL - (2009-2015)
Armando Freitas Filho
Trazendo a morte como pano de fundo, a poética corajosa, madura e sensível de um dos maiores autores em atividade do Brasil. Leia +
SENTIMENTAL
Eucanaã Ferraz
Esta nova seleção de versos atesta as qualidades mais evidentes de Eucanaã Ferraz, poeta com uma das mais brilhantes e consistentes trajetórias da literatura brasileira contemporânea. Leia +
SETE SUÍTES
Antonio Fernando de Franceschi
Os poemas de De Franceschi são ao mesmo tempo sensuais e eruditos. As palavras, buscadas com precisão, oferecem a música de seus sons para dar nome, com delicadeza, mas incisivamente, às coisas - presentes e passadas. Leia +
VESUVIO
Zulmira Ribeiro Tavares
Primeiro livro de poesia de uma escritora premiada que não cessa de surpreender, Vesuvio reúne poemas da vida inteira. Neles, sem abandonar a ironia, Zulmira encontra um timbre especial para falar de sua experiência no mundo. Leia +
Autor
Faça seu cadastro no Grupo Companhia das Letras e personalize sua experiência


Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A. - São Paulo
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Editora Schwarcz S.A. - Rio de Janeiro
Praça Floriano, 19, sala 3001
20031-050 - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: 21 3993-7510
Todos os direitos reservados 2017