Livro acessível
0
Carrinho
Catálogo / Penguin Companhia / ÀS AVESSAS
Clique para ampliar
#ASAVESSAS
Cultuada e controversa, a obra-prima de J.-K. Huysmans ganha nova edição, com prefácio de Robert Baldick e resenhas de época escritas por Zola, Wilde e Mallarmé, entre outros. Tradução e introdução de José Paulo Paes e prefácio do autor.
Apresentação
"Publicado pela primeira vez em 1884, Às avessas se consagrou de imediato como uma espécie de bíblia do decadentismo. E seu protagonista Des Esseintes passou a figurar desde então - ao lado de D. Quixote, de Madame Bovary, de Tristram Shandy - na galeria dos grandes personagens de ficção. Herói visceralmente baudelairiano pelo refinamento dos seus gostos, pelo seu ódio à mediania burguesa, pelo solitário afastamento em que dela timbrava em viver, pelo esteticismo e pela hiperestesia de que fazia praça, encarnava ele, melhor ainda que o Axel de L'Isle-Adam ou o Igitur de Mallarmé, os ideais de vida e de arte da geração simbolista, geração na qual a modernidade teve os seus mestres reconhecidos.
Aliás, Às avessas é um romance pioneiramente moderno. Reconheceu-o de modo implícito a crítica "oficial" de fins do século passado quando, vendo-o como um romance kamikaze que vinha lançar uma pá de cal sobre os postulados do naturalismo na prosa de ficção, contra ele investiu. Ao reclamar o novo a qualquer preço, ao propor uma filosofia do avessismo e ao abrir a forma romanesca às experimentações da prosa art-nouveau, a obra-prima de J.-K. Huysmans antecipou de muitos anos, quando mais não fosse, a ótica objetual do nouveau roman." - José Paulo Paes
Ficha Técnica
Título original: À REBOURS
Tradução: José Paulo Paes
Páginas: 352
Formato: 13.00 X 20.00 cm
Peso: 0.34 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 11/03/2011
ISBN: 9788563560186
Selo: Penguin Companhia
Autor
Comentários

Deixe seu comentário

Você deve estar logado para comentar
Faça seu login

Assine a newsletter da Companhia