Página 14 - MODELO

Versão HTML básica

22
A
s
improváveis aventuras
de
M
abel
J
ones
Que noite estranha! Ela normalmente não acordava
com silêncios esquisitos. A cidade não costumava…
Aaai !
Ela tinha pisado em alguma coisa.
Um amendoim!
Por que haveria um amendoim no chão do quarto
dela?
“Eu nem gosto de amendoim”, pensou Mabel Jones.
“Tirando os que têm cobertura de chocolate, claro… E
desses eu só gosto da parte de chocolate.”
Ah! Havia outro.
E outro.
“Isso é muito estranho!”
Alguém havia deixado uma trilha de amendoins
que seguia para o canto mais escuro do quarto dela.
Ele recolheu todos os amendoins, um por um.
“É como se alguém QUISESSE que eu seguisse
a trilha.”
Mabel coçou sua axila, pensando.
“É como se houvesse alguém no meu quarto!”