Home | Livros | Companhia das Letras | EU PRIMATA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

EU PRIMATA

Frans de Waal
Tradução: Laura Teixeira Motta

Apresentação

Num relato acessível e informativo, o grande primatólogo Frans de Waal nos apresenta nossos parentes mais próximos: o chimpanzé e o bonobo. Ao examinar o comportamento e a evolução desses primatas, o autor revela dois espelhos que mostram lados opostos da nossa personalidade e podem nos ajudar a entender melhor quem somos.

Você pode gostar também de

Zahar

O último abraço da matriarca

Frans de Waal

R$ 99,90

Zahar

Somos inteligentes o bastante para saber quão inteligentes são os animais?

Frans de Waal

R$ 99,90

Zahar

Diferentes

Frans de Waal

R$ 149,90

Companhia das Letras

O que é fascismo?

George Orwell

R$ 44,90

Clássicos Zahar

Moby Dick: edição comentada

Herman Melville

R$ 149,90

Companhia das Letras

Contos de amor do século XIX

Alberto Manguel

R$ 77,90

Indisponível

Zahar

O poder da geografia

Tim Marshall

R$ 119,90

Objetiva

A ordem do tempo

Carlo Rovelli

R$ 57,90

Zahar

A arte da estatística

David Spiegelhalter

R$ 94,90

Ficha Técnica

Páginas: 344 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.439 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 18/07/2007
ISBN: 978-85-3591-062-9 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Num relato acessível e informativo, o grande primatólogo Frans de Waal nos apresenta nossos parentes mais próximos: o chimpanzé e o bonobo. Ao examinar o comportamento e a evolução desses primatas, o autor revela dois espelhos que mostram lados opostos da nossa personalidade e podem nos ajudar a entender melhor quem somos.

Os descendentes de um primata que existiu há 5 milhões de anos deram origem ao que hoje são três espécies. Uma estabelece hierarquias sociais com base na força física, é capaz de canibalismo e de se organizar em bandos para aniquilar grupos rivais: são os chimpanzés. A segunda espécie vive em sociedades matriarcais em que sexo é boa parte da comunicação - para repartir alegria, mitigar ira, afugentar medo ou porque deu vontade. Eles já foram conhecidos como chimpanzés-pigmeus, hoje são chamados de bonobos. O terceiro descendente é menos peludo e capaz de façanhas como escrever e ler este livro - um relato científico acessível e divertido.
Em capítulos que tratam de poder, sexo, violência e bondade, Frans de Waal mostra o quanto o homem tem em comum com os dois outros primatas. Ao fim da análise, o homem emerge como uma criatura bipolar, que pode ser mais violenta que os chimpanzés e mais gentil que os bonobos. Segundo o autor, a natureza do comportamento humano deve ser levada em conta para entender e nortear nossas sociedades.