Home | Livros | Zahar | CEGUEIRA MORAL
CLIQUE PARA AMPLIAR

CEGUEIRA MORAL

A perda da sensibilidade na modernidade líquida

Zygmunt Bauman e Leonidas Donskis

Apresentação

Do mesmo autor do best-seller Amor Líquido.

Frequentemente comprados juntos

Zahar

Cegueira moral

Zygmunt Bauman e Leonidas Donskis

R$ 77,90

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 64,90

Companhia de Bolso

Homens em tempos sombrios

Hannah Arendt

R$ 52,90

Preço total de

R$ 195,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Zahar

Amor líquido

Zygmunt Bauman

R$ 77,90

Indisponível

Companhia de Bolso

Homens em tempos sombrios

Hannah Arendt

R$ 52,90

Indisponível

Companhia de Bolso

Origens do totalitarismo

Hannah Arendt

R$ 64,90

Zahar

Vida para consumo

Zygmunt Bauman

R$ 77,90

Indisponível

Zahar

Capitalismo parasitário

Zygmunt Bauman

R$ 57,90

Zahar

Nascidos em tempos líquidos

Zygmunt Bauman Thomas Leoncini

R$ 54,90

Indisponível

Zahar

Textos Básicos de Antropologia

Celso Castro

R$ 67,90

Zahar

Medo líquido

Zygmunt Bauman

R$ 77,90

Indisponível

Zahar

A cultura no mundo líquido moderno

Zygmunt Bauman

R$ 67,90

Indisponível

Zahar

Mal líquido

Zygmunt Bauman Leonidas Donskis

R$ 67,90

Indisponível

Zahar

Vida líquida

Zygmunt Bauman

R$ 77,90

Indisponível

Zahar

A individualidade numa época de incertezas

Bauman Zygmunt Rein Raud

R$ 82,90

Indisponível

Ficha Técnica

Páginas: 264 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.367 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 24/07/2014
ISBN: 978-85-3781-276-1 Selo: Zahar Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Do mesmo autor do best-seller Amor Líquido.

O mal não está restrito às guerras ou às circunstâncias nas quais pessoas atuam sob condições de coerção extrema. Hoje ele se revela com frequência na insensibilidade diária diante do sofrimento do outro, na incapacidade ou recusa de compreendê-lo e no desejo de controlar a privacidade alheia. A maldade e a miopia ética se ocultam naquilo que consideramos comum e banal na vida cotidiana. Esse livro é composto por cinco diálogos de Zygmunt Bauman com Leonidas Donskis, filósofo, cientista político e historiador das ideias, professor de ciência política na Universidade de Vytautas Magnus, na Lituânia, e membro do Parlamento Europeu.