Home | Livros | Escarlate | A POESIA PEDE A PALAVRA
CLIQUE PARA AMPLIAR

A POESIA PEDE A PALAVRA

Lalau

R$ 59,90

/ À vista

Frequentemente comprados juntos

Escarlate

A poesia pede a palavra

Lalau

R$ 59,90

Brinque-Book

Quem sou eu?

Philip Bunting

R$ 59,90

Brinque-Book

Só mais cinco minutos

Marta Altés

R$ 59,90

Preço total de

R$ 179,70

Adicionar ao carrinho
Zum-zum-zum e outras poesias

Companhia das Letrinhas

Zum-zum-zum e outras poesias

Lalau

R$ 74,90

Brasileirinhos da Amazônia

Companhia das Letrinhas

Brasileirinhos da Amazônia

Lalau Laurabeatriz

R$ 59,90

Olha que eu viro bicho... de jardim!

Brinque-Book

Olha que eu viro bicho... de jardim!

Lalau

R$ 59,90

Chão de peixes

Pequena Zahar

Chão de peixes

Lúcia Hiratsuka

R$ 69,90

Brasileirinhos do Pantanal

Companhia das Letrinhas

Brasileirinhos do Pantanal

Lalau Laurabeatriz

R$ 59,90

Abrapracabrasil!

Brinque-Book

Abrapracabrasil!

Fernando Vilela

R$ 69,90

Haicais tropicais

Boa Companhia

Haicais tropicais

Vários autores

R$ 59,90

Fora da gaiola

Companhia das Letrinhas

Fora da gaiola

Lalau

R$ 54,90

Suspiros de luz

Escarlate

Suspiros de luz

Roseana Murray

R$ 59,90

Ficha Técnica

Páginas: 56 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.146 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 08/04/2019
ISBN: 978-85-8382-083-3 Selo: Escarlate Ilustração: Laurabeatriz

SOBRE O LIVRO

Palavras miúdas e simples, como Até, Igual, Talvez, Quem e Se são o ponto de partida para uma obra poética cheia de rimas e metáforas. Da dupla Lalau e Laurabeatriz, que já assinaram 50 livros juntos, todos os 24 poemas do livro falam das coisas simples, bonitas, profundas e complexas da vida. Do vaga-lume que brilha, sozinho, numa noite cheia de estrelas, à constatação ética e poética de que eu, tu, ele, nós, vós e eles somos iguais, afinal de contas. O humor também aparece - se há mais mistério entre o céu e o telescópio, o que há entre o olhar e o caleidoscópio? E, como poesia boa deixa sempre aquele ponto de interrogação dentro da gente, aqui, a certeza fica em dúvida e nasce então um talvez!

Sobre o autor