Livro acessível
0
Carrinho
15 resultados
Companhia de Bolso

Substituindo o arrebatamento pela análise serena e racional, em Humano, demasiado humano Nietzsche expande a forma do aforismo e aborda uma enorme quantidade de temas, abrangendo questões de moral, religião, metafísica, política, relações sociais, amor, arte e literatura. Um dos livros mais acessíveis do autor de Assim falou Zaratustra. Leia +
Companhia de Bolso

Publicado em seis volumes, entre 1776 e 1778, este clássico da historiografia inglesa abrange um período de treze séculos, do século II à tomada de Constantinopla, em 1453. A edição abreviada de Dero A. Saunders mantém intacta a irresistível ironia de um dos maiores historiadores de todos os tempos. Leia +
Companhia de Bolso

A morte misteriosa de um executivo no centro do Rio; um segundo assassinato com requintes de crueldade. Cabe ao bibliófilo inspetor Espinosa descobrir o nexo entre os dois crimes numa complexa investigação. Leia +
Companhia de Bolso
CLARISSA (2005)

Uma casa de pensão em Porto Alegre é o microcosmo do Brasil e do mundo, na década de 1930. Primeiro romance de Erico Verissimo, Clarissa narra a autodescoberta de uma adolescente de 13 anos cujo olhar é uma das principais vias de acesso a uma realidade fascinante, mas também por vezes estranha e cruel. Leia +
Companhia de Bolso
O PROCESSO (2005)

Um grande clássico moderno reeditado em sua mais perfeita tradução. Posfácio de Modesto Carone. Leia +
Companhia de Bolso
AUTOENGANO (2005)

Reflexão profunda e original sobre a necessidade que tem o ser humano de iludir a si mesmo, bem como sobre as implicações éticas dessa tendência na vida pública e na vida pessoal. Leia +
Companhia de Bolso

Uma investigação jornalística do processo que culminou com a condenação do filósofo grego. Stone mostra que o inventor da maiêutica não era propriamente um santo, nem a Atenas daquele tempo o berço da democracia relativa. Leia +
Companhia de Bolso

Esta pequena enciclopédia expõe as semelhanças e diferenças entre todas as formas de religiosidade. Abordando as religiões no contexto maior das filosofias de vida, inclui também o ponto de vista das pessoas sem religião, como os agnósticos, os marxistas e os humanistas radicais. Leia +
Companhia de Bolso

Paródia dos romances de cavalaria, a história do cavaleiro inexistente da corte de Carlos Magno. Cercado por um exército quixotesco, ele luta pela causa da cristandade, defende avidamente sua reputação e faz questão de manter a armadura sempre limpa. Mesmo sabendo que dentro dela não há ninguém. Leia +
Companhia de Bolso

De todos os heterônimos criados por Fernando Pessoa, Alberto Caeiro talvez seja o que corresponda a um esforço de arquitetura mais bem-sucedido. Reunida neste livro, sua poesia divide-se em três partes: O guardador de rebanhos, O pastor amoroso e Poemas inconjuntos. Leia +
Companhia de Bolso

Nietzsche considerava que este era o seu livro mais importante e mais abrangente. Quase todos os temas de sua filosofia madura estão presentes aqui: o perspectivismo, a vontade de poder e suas ramificações, a crítica da moralidade, a psicologia da religião e a definição de um tipo de homem nobre. Leia +
Companhia de Bolso

O navegador que atravessou o Atlântico num minúsculo barco a remo faz o relato de sua assombrosa façanha, dos preparativos cuidadosos até os embates com ondas gigantescas e a chegada triunfal ao litoral brasileiro. Leia +
Companhia de Bolso

"O filho de José e de Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo de sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo." Romance magistral e polêmico do Prêmio Nobel de Literatura de 1998. Leia +
Companhia de Bolso

Organizada pelo poeta e filósofo Antonio Cicero e pelo poeta e professor de literatura Eucanaã Ferraz, esta antologia reagrupa a obra de Vinicius segundo um parâmetro crítico que revê idéias consolidadas sobre a poesia do autor. Os organizadores confrontaram diferentes versões e resgataram poemas "esquecidos" para traçar um rico painel da obra de Vinicius de Moraes. Leia +
Companhia de Bolso

O médico Drauzio Varella relata dez anos de atendimento voluntário na Casa de Detenção de São Paulo, o maior presídio do Brasil, e mostra como um código penal não-escrito organizava o comportamento da população carcerária. Leia +
Fechar
Escolha um vendedor

Assine a newsletter da Companhia