Cadastro | Login | Meus pedidos | Carrinho
Selos
Catálogo
Minha Companhia
Cadastre-se no site.
Quero receber o boletim
A FERRO E FOGO - A história e a devastação da Mata Atlântica brasileira
R$ 67,00 Comprar
 
Indique Comente
É necessário estar logado para utilizar este recurso. Acompanhe
Um dos primeiros atos dos portugueses que chegaram ao Brasil em 1500 foi abater uma árvore para montar a cruz da primeira missa. Nesse gesto premonitório fez-se a primeira vítima da ocupação européia da Mata Atlântica, que cobria boa parte do território brasileiro. Nos cinco séculos que se seguiram, cada novo ciclo econômico de desenvolvimento do país significou mais um passo na destruição de uma floresta de um milhão de quilômetros quadrados, hoje reduzida a vestígios.
É esse desdobramento trágico de uma lógica sempre apresentada como inexorável pelos defensores da civilização que Warren Dean conta neste livro pioneiro de história ambiental, trazendo uma visão nova e polêmica da História do Brasil.
Blogger Delicious Digg Facebook Google Myspace Netvibes StumbleUpon Technorati Twitter Wordpress
Opinião do leitor
Nome
Cidade
E-mail
Opinião
Indicação (opcional)
 
Sugestões
ATRAVÉS DO BRASIL
1580-1600
DIVERSIDADE DA VIDA (EDIÇÃO DE BOLSO)
Páginas
484
Formato
16.00 x 23.00 cm
Peso
0.70600 kg
Acabamento
Brochura
Lançamento
24/10/1996
ISBN
9788571645905
Selo
Companhia das Letras
Warren Dean
Nascido em 1932 na Flórida, foi professor de história na Universidade de Nova York. Morreu em 1994, e...
Leia +
Atendimento
Editora Schwarcz S.A.
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone.: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Clique aqui e confira a lista de distribuidores da Companhia das Letras no Brasil e no exterior.
A equipe atual da Companhia das Letras conta com 132 funcionários.
Livros de qualidade, que convidam à leitura Livros para jovens de todas as idades Livros afinados com a sensibilidade infantil Grandes sucessos em edição econômica O melhor dos quadrinhos nacionais e estrangeiros Excelência em livros de apoio ao professor