Títulos / Companhia das Letras / O HOMEM QUE QUERIA SALVAR O MUNDO
Companhia das Letras
O HOMEM QUE QUERIA SALVAR O MUNDO
Samantha Power

Tradução: Ivo Korytowski


#OHOMEMQUEQUERIASALVAROMUNDO
Apresentação
Sergio Vieira de Mello foi um dos mais corajosos e carismáticos diplomatas de sua geração. Carioca, viu-se obrigado a viver fora do país a partir dos dezessete anos de idade, quando seu pai, também diplomata, foi punido pelo regime militar brasileiro.
Muito jovem, tornou-se funcionário da Organização das Nações Unidas, com cujos ideais sempre teve grande afinidade. Diferentemente da maioria de seus colegas com formação universitária e aspirações intelectuais, preferia ir ao campo de ação em vez de exercer cargos burocráticos em Nova York.
Em situações especialmente dramáticas - como a de Ruanda, que terminou em uma das mais graves crises humanitárias do século XX, e a do Timor Leste, que culminou em bem-sucedida transição para a independência -, Viera de Mello conseguiu contrabalançar seus princípios juvenis, moldados nas ruas de Paris em maio de 1968, com os da política e das relações internacionais.
Esse fascinante personagem, já descrito como uma mistura de James Bond com Bobby Kennedy, é analisado a fundo nesta biografia de Samantha Power, outra jovem figura da mais alta relevância na teoria e prática da política internacional. Sem abandonar o espírito crítico, Power descreve a vida de Vieira de Mello em detalhes e com inegável simpatia, mostrando como a experiência do diplomata nos massacres da Bósnia e de Ruanda alteraram sua visão de mundo. A partir deles, ele, que achava possível transformar situações difíceis à base quase exclusivamente do poder das idéias, passou a considerar também essencial, no limite, o uso de força militar para impor a paz.
Foi dessa maneira que Vieira de Mello assumiu a difícil posição de chefe da missão da ONU no Iraque após a invasão americana, num momento em que o governo dos Estados Unidos e seus representantes em Bagdá ainda consideravam a ONU mais um empecilho do que um aliado (depois, com o fracasso incontestável das políticas de ocupação, essa atitude mudaria radicalmente).
Vieira de Mello não teve muito tempo para reverter a situação. Em 19 de agosto de 2003, um atentado suicida destruiu parte do quartel-general da ONU em Bagdá, e ele foi uma das suas vítimas fatais. Sua história, no entanto, permanece como ponto fundamental no debate sobre o futuro da ONU e das relações internacionais.

"O homem que queria salvar o mundo relata com engajamento, detalhismo, compaixão e empatia a vida de um brasileiro dedicada à humanidade." - Folha de S.Paulo

"Uma biografia que reconstitui a admirável trajetória do diplomata Sergio Vieira de Mello, encarnação dos melhores ideais humanitários da ONU." - Veja

"Certamente a vida e a morte de Vieira de Mello são um bom lugar para começar uma discussão séria sobre a melhor maneira de gerir a ordem mundial no futuro." - Francis Fukuyama, The New York Times

"Samantha Power se propõe não apenas a escrever uma biografia de Vieira de Mello, mas também a colher de sua vida algumas lições importantes. Seu livro é um esforço ambicioso, uma narrativa longa e sinuosa que, ao final, resulta brilhante." - The Washington Post

"A melhor maneira de entender o mundo de hoje é conhecer a vida inspiradora e a genialidade diplomática de Sergio Vieira de Mello. Samantha Power fez um trabalho brilhante." - Walter Isaacson, autor de Einstein: sua vida, seu universo
Ficha Técnica
Título original: THE MAN FOR DARK TIMES
Tradução: Ivo Korytowski
Capa: warrakloureiro
Páginas: 688
Formato: 16.00 x 23.00 cm
Peso: 0.975 kg
Acabamento: Capa flexível
Lançamento: 08/08/2008
ISBN: 9788535912845
Selo: Companhia das Letras
Autor
Faça seu cadastro na Companhia das Letras e personalize sua experiência


Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A.
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone.: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Todos os direitos reservados 2016