Títulos / Companhia das Letras / TANTO FAZ & ABACAXI
#TANTOFAZ&ABACAXI
Os dois romances cult dos anos 80, que contam as peripécias de um cara de trinta e poucos anos em Paris e Nova York, com altas doses de sexo, drogas e muita bebida, aparecem reunidos nesta nova edição revista pelo autor, Reinaldo Moraes, um dos escritores que integra o clã dos “malditos” da coleção Má Companhia.
Apresentação
Disputados em sebos, Tanto faz (1981) e Abacaxi (1985), os romances que revelaram um de nossos maiores narradores, ganham edição definitiva - se é que esse adjetivo se aplica a um autor tão despudoradamente perfeccionista que não para de retocar a própria obra a cada edição.
Ricardo de Mello é o herói-narrador de Tanto faz - o garotão à beira dos trinta que deixa um emprego burocrático em São Paulo para morar em Paris, com um ano de bolsa de estudos num curso de “planificação econômica para basbaques do terceiro mundo”. Mas seu verdadeiro projeto é ser escritor. E ele logo pula fora da faculdade para investir numa vida aventureira e desregrada, animada com bebida, haxixe, drogas mais pesadas e as dezenas de girls que vai seduzindo. “A cidade me excita como uma namorada nova”, diz.
Depois de um ano de esbórnia em Paris, é hora de voltar para casa. E é essa volta, com escala em Nova York e no Rio, que ele narra em Abacaxi, polvilhada de cenas de sexo ou escatológicas e toda sorte de jorros e fluidos.
Transgressores para a época e ainda capazes de chocar qualquer cidadão, Tanto faz e Abacaxi escancaram o talento de um grande escritor, com seus achados linguísticos, diálogos hilários e um cruzamento vertiginoso e saboroso entre alta e baixa cultura - coisa rara em outros autores até hoje.


Ficha Técnica
Título original: TANTO FAZ & ABACAXI
Páginas: 344
Formato: 12.50 x 18.00 cm
Peso: 0.288 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 18/03/2011
ISBN: 9788535918212
Selo: Companhia das Letras
Série
O INVASOR
Marçal Aquino
São Paulo serve de cenário a um pesadelo sufocante, que mistura ambição, culpa e violência. Assim é O invasor, de Marçal Aquino, novela que só foi concluída cinco anos depois de ter virado roteiro do premiado filme do diretor Beto Brant. Leia +
JUNKY - Drogado
William S. Burroughs
Marco cultural dos anos 1950, Junky descreve o périplo de um viciado em drogas pesadas. O livro entra agora para o time de clássicos malditos da coleção Má Companhia. Leia +
NÃO HÁ NADA LÁ
Joca Reiners Terron
Autores de diversas épocas, músicos, poetas e ocultistas, bandoleiros e até um papa se encontram no romance de estreia de Joca Reiners Terron. Do mesmo autor de Do fundo do poço se vê a lua (prêmio Machado de Assis na categoria romance). Leia +
PILEQUES - Drinques e outras bebedeiras
F. Scott Fitzgerald
Os píncaros da alegria etílica e o tenebroso abismo do vício se encontram nesta seleção de textos sobre álcool de um dos mais brilhantes autores do século XX. Leia +
SONETOS LUXURIOSOS
Pietro Aretino
Escrito há cerca de quinhentos anos, estes Sonetos luxuriosos, de Pietro Aretino, o mais despudorado dos poetas italianos, amado e odiado por sua franqueza, ganham nova edição pelo selo Má Companhia. Tradução e introdução de José Paulo Paes. Leia +
TANTO FAZ & ABACAXI
Reinaldo Moraes
Os dois romances cult dos anos 80, que contam as peripécias de um cara de trinta e poucos anos em Paris e Nova York, com altas doses de sexo, drogas e muita bebida, aparecem reunidos nesta nova edição revista pelo autor, Reinaldo Moraes, um dos escritores que integra o clã dos “malditos” da coleção Má Companhia. Leia +
Autor
Faça seu cadastro na Companhia das Letras e personalize sua experiência


Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A.
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone.: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Todos os direitos reservados 2017