Livro acessível
0
Carrinho
Capista / Angelo Venosa
ANGELO VENOSA


#AngeloVenosa
Títulos
Companhia das Letras
Teatro em Paris, Berlim, Londres e Viena

Christophe Charle faz um estudo minucioso dos primórdios da sociedade do espetáculo no século XIX, com foco na multidão anônima de atores, diretores e autores que trabalharam no teatro, muitos deles esquecidos pela história. Leia +
Companhia das Letras
As transformações de um símbolo mítico

Neste volume da Coleção História Social da Arte, os historiadores Dora e Erwin Panofsky destrincham os percursos e as metamorfoses do mito de Pandora ao longo dos séculos em diferentes tradições e registros. Leia +
Companhia das Letras

Na Harvard dos anos 1950, três desconhecidos selam uma amizade para a vida inteira. Sam, Archie e Henry não correspondem aos padrões exigidos pela elite norte-americana e terão de se adaptar às exigências e preconceitos de uma sociedade que, ao contrário do que prega, valoriza mais a procedência do que o mérito individual. Leia +
Companhia das Letras

Sessenta contos marcados pela melancolia, pelo acento expressionista e por referências à psicanálise e à literatura. Carone é um dos mais sofisticados prosadores da literatura brasileira contemporânea. Leia +
Companhia das Letras

Neste livro da coleção História Social da Arte, coordenada por Sergio Miceli e Lilia Moritz Schwarcz, o historiador francês Fernand Braudel analisa as condições sociais, culturais e econômicas que propiciaram o apogeu italiano de 1450 a 1650. Leia +
Companhia das Letras
AMADA (2007)

Baseado numa história real, Amada é ambientado em 1873, época em que os Estados Unidos começavam a lidar com as feridas da escravidão recém-abolida. Com estilo sinuoso, Toni Morrison constrói uma narrativa complexa, que entrelaça com maestria brutalidade e lirismo. Leia +
Companhia das Letras
TARDE (2007)
Poemas

Quinto volume da obra poética de Paulo Henriques Britto, Tarde concilia o cuidado com a forma e a leveza temática. Leia +
Companhia das Letras
NA PRAIA (2007)

A noite de núpcias de dois jovens ingleses, Edward e Florence, numa praia pedregosa próxima ao canal da Mancha, em 1962, é o ponto de partida e de chegada deste novo romance de Ian McEwan. Tradução do escritor Bernardo Carvalho. Leia +
Companhia das Letras

Depois de viver em Londres, esboçar uma carreira de escritor e mudar-se para uma ex-colônia africana, Willie Chandran se depara novamente com sua Índia natal, agora como guerrilheiro engajado numa luta cujo sentido ele mal compreende. Leia +
Companhia das Letras

Décadas após a vivência num campo de trabalhos forçados na Sibéria, um homem retorna à região e numa longa carta à enteada revive os anos de sofrimento que passou ao lado do meio-irmão. Leia +
Companhia das Letras

Uma das principais vozes da nova geração da poesia brasileira, Fabrício Corsaletti tem quatro de seus livros reunidos neste volume: Movediço (2001), O sobrevivente (2003) e os inéditos História das demolições e Estudos para o seu corpo. Leia +
Companhia das Letras

Publicado pela primeira vez em 1990, Jóias de família é um retrato da classe média paulistana. Por meio da história de Maria Bráulia Munhoz, Zulmira Ribeiro Tavares desvenda, com boa dose de ironia, as máscaras e as jóias falsas ostentadas pela sociabilidade. Leia +
Companhia das Letras
NAUFRÁGIO (2007)

Em uma narrativa de acentuado erotismo, Louis Begley volta ao tema do sexo entre um homem mais velho e uma jovem mulher. Desta vez, com alto teor de suspense, mas sem jamais abandonar a prosa requintada e irônica que caracteriza todos os seus livros. Leia +
Companhia das Letras
MEL DE LEÃO (2006)
O mito de Sansão

David Grossman traça um estudo sensível e delicado do mito de Sansão, e apresenta, para além do guerreiro, um homem confrontado com um destino maior do que ele mesmo. Leia +
Companhia das Letras
Ensaios de história social da arte

Reunidos pela primeira vez em livro, estes seis ensaios fundamentais abordam aspectos da arte italiana dos séculos XIV ao XIX e debatem a moderna história social da arte. Leia +
Objetiva
Paixões e taras na vida brasileira

Leia +
Companhia das Letras

Neste livro que o autor considera "o mais íntimo e pessoal" que já escreveu, o argentino Ricardo Piglia explora a natureza da leitura literária. Num arco histórico que vai de D. Quixote a Che Guevara, os ensaios brilhantes e nada convencionais de O último leitor falam de grandes leitores, reais e ficcionais, para mostrar que a literatura ocupa um lugar central na experiência humana. Leia +
Companhia das Letras

Um dos mais renomados teóricos brasileiros da literatura se dedica ao problema das fronteiras entre a história, a ficção e a literatura - terreno pantanoso desde que se passou a realçar o quanto a escrita da história depende de recursos literários. Leia +
Companhia das Letras

Em nove relatos lavrados numa escrita rigorosa e precisa, os mais diversos personagens, todos chamados Pedro, debatem-se entre as necessidades materiais, o desejo e o sentido moral. Leia +
Companhia das Letras
A explicação histórica dos quadros

Neste clássico da história social da arte, publicado originalmente em 1985, Michael Baxandall investiga a relação entre o artista e seu tempo, em busca de uma nova maneira de entender obras antigas e modernas. Leia +
Companhia das Letras

Um jovem judeu polonês escreve um livro sobre o amor e a existência, mas é obrigado a deixá-lo para trás, junto com a paixão que o inspirou, quando a Polônia é tomada pelos nazistas. Décadas depois, o livro perdido reaparece para unir personagens marcados pela dor e pelo desencanto e reforçar o poder regenerador da literatura. Leia +
Companhia das Letras
O espaço, o tempo e a textura da realidade

Levando em conta estudos recentes sobre cosmologia, o autor de O universo elegante fala, em linguagem clara e direta, da origem e do destino do universo, bem como das especulações científicas sobre a estrutura do espaço e do tempo. Leia +
Companhia das Letras
LIQUIDAÇÃO (2005)

História dos mistérios que cercam o suicídio do escritor húngaro B., Liquidação é um romance, uma peça e também uma investigação sobre as possibilidades de criação artística após Auschwitz. Em 2002, Imre Kertész ganhou o Prêmio Nobel de Literatura. Leia +
Companhia das Letras
39 histórias filosóficas

Em diálogos inventados a partir de situações concretas ou que estão no limite do possível, os autores de Simplicidades insolúveis provocam os leitores a pensar de maneira "direta" sobre questões filosóficas. Leia +
Companhia das Letras
SÁBADO (2005)

Vinte e quatro horas na vida de um neurocirurgião descritas de forma eletrizante. Enquanto 1 milhão de pessoas se manifestam nas ruas contra a invasão iminente do Iraque, o médico Henry Perowne verá todas as suas certezas postas à prova. Indicado ao Man Booker Prize 2005. Leia +
Companhia das Letras
Ensaio sobre a natureza dos juros

O autor dos best-sellers Auto-engano e Felicidade analisa os juros não só na esfera financeira, mas como um fenômeno natural maior, presente no metabolismo dos seres vivos, no planejamento do cotidiano e até em questões de foro íntimo. Leia +
Companhia das Letras
Ensaios sobre poesia e arte

O assunto principal desta coletânea de ensaios sobre poesia e arte é o fim do ciclo histórico das vanguardas e o grande ponto de interrogação que elas deixaram: o que fazer? Crítico e ao mesmo tempo admirador das vanguardas, Antonio Cicero compõe uma vigorosa defesa da liberdade de criação artística. Leia +



Assine a newsletter da Companhia

Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A. - São Paulo
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Editora Schwarcz S.A. - Rio de Janeiro
Praça Floriano, 19, sala 3001
20031-050 - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: 21 3993-7510
Todos os direitos reservados 2019