Títulos / Companhia das Letras / A MÃO DO AMO
#AMAODOAMO
Trabalhando com singular mestria, ziguezagueando sobre a fronteira entre o prosaico e o poético, entre a ópera e o tango, Martínez volta ao tema dos mecanismos do poder, desta vez em chave íntima, para expor a relação dramática de um menino-prodígio com sua mãe castradora.
Apresentação
O aclamado autor de Santa Evita, O romance de Perón e O cantor de tango mostra aqui uma faceta pouco conhecida de sua criação. Diferentemente de seus livros mais famosos, em que realizou brilhantes operações ficcionais sobre a Grande História, em ousadas operações jornalístico-narrativas, este romance puro se aprofunda na "pequena história", nas lendas e pesadelos familiares. Tomás Eloy Martínez volta aqui a seu grande tema obsessivo, os mecanismos e chagas do poder, não mais como o jornalista-historiador, mas como um sociólogo-poeta disposto a mergulhar no imaginário provinciano expondo o drama íntimo e universal de um grande artista fracassado.
A história pode ser resumida a um argumento mínimo: um cantor dotado de "voz absoluta" passa a vida marcando passo, sem nunca chegar à glória prometida desde seus tempos de menino-prodígio. Tudo por não conseguir se desvencilhar da teia de amor e ódio em que o prende uma arquetípica mãe castradora, para quem o dom do filho é apenas um objeto de satisfação de seus caprichos. A narração começa justamente com o funeral de "Mãe" (único nome que a figura merece), quando toda a loucura é exposta como no preâmbulo de uma ópera e o protagonista começa a passar em revista sua vida de eternas promessas e malogros. Ao mesmo tempo, seu presente se degrada na depressão, no alcoolismo, na demência. Enquanto isso, reveza-se em cena - a do presente e a da memória - uma galeria de personagens singulares, como sobre um palco de ópera entre surrealista e expressionista, em que sonhos, devaneios, fantasias, memória e realidade se misturam e se distorcem mutuamente.
Ficha Técnica
Título original: LA MANO DEL AMO
Tradução: Sérgio Molina
Lucas Itacarambi
Capa: João Baptista da Costa Aguiar
Páginas: 168
Formato: 14.00 x 21.00 cm
Peso: 0.250 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 06/02/2008
ISBN: 9788535911718
Selo: Companhia das Letras
Autor
Faça seu cadastro na Companhia das Letras e personalize sua experiência


Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A.
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone.: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Todos os direitos reservados 2017