Livro acessível
0
Carrinho
Autor / Chico Buarque
CHICO BUARQUE
FRANCISCO BUARQUE DE HOLLANDA nasceu no Rio de Janeiro, em 1944. Compositor, cantor e ficcionista, publicou, além das peças Roda viva (1968), Calabar, escrita em parceria com Ruy Guerra (1973), Gota d'água, com Paulo Pontes (1975), e Ópera do malandro (1979), a novela Fazenda modelo (1974) e os romances Estorvo (1991), Benjamim (1995), Budapeste (2003), Leite derramado (2009), O irmão alemão (2014) e Essa gente (2019). Em 2019, venceu o prêmio Camões de literatura. AVISE-ME SOBRE NOVOS LIVROS DESTE AUTOR


#ChicoBuarque
Catálogo
Companhia das Letras

Edição comemorativa de 30 anos do primeiro romance de Chico Buarque, com ampla fortuna crítica e projeto gráfico especial. Leia +
Companhia das Letras

A estreia na forma breve do autor de incontornáveis romances como Budapeste, Leite derramado e Essa gente. Leia +
Companhia das Letras
ESSA GENTE (2019)

Um escritor decadente enfrenta uma crise financeira e afetiva enquanto o Rio de Janeiro colapsa à sua volta. Tragicomédia urgente, o novo romance de Chico Buarque é a primeira obra literária de vulto a encarar o Brasil do agora. Leia +
Companhia das Letras

A partir da memória e da história familiar, Chico Buarque constrói romance sobre a busca obsessiva do autor/narrador por um irmão desconhecido, misturando as fronteiras entre ficção e realidade. Leia +
Companhia das Letras

Em Leite derramado, Chico Buarque constrói uma saga familiar caracterizada pela decadência social e econômica, tendo como pano de fundo a história do Brasil dos últimos dois séculos. Leia +
Companhia das Letras

Nova edição revista e ampliada do songbook que reúne todas as letras de um dos maiores compositores brasileiros, acompanhada de extensa reportagem sobre sua vida e a obra. Leia +
Companhia das Letras
BUDAPESTE (2003)

Dividido entre duas cidades, duas mulheres, dois livros e dois idiomas, o ghost-writer carioca José Costa vai buscar refúgio em Budapeste e no idioma húngaro. Combinando densidade narrativa com um especial senso de humor, Budapeste confirma Chico Buarque como um dos grandes romancistas brasileiros da atualidade. Leia +
Companhia das Letras
BENJAMIM (1995)

Num espantoso caleidoscópio narrativo, o segundo romance do autor conta a história de um ex-modelo que desde a adolescência duplicou-se em câmera invisível para ver o mundo. Sem distinguir o que vê fora de si do seu passado, de si mesmo, Benjamim avança em direção ao seu destino trágico. Leia +
Companhia das Letras
ESTORVO (1991)

A campainha insiste, o olho mágico altera o rosto atrás da porta e o narrador, preso entre o sonho e a vigília, inicia uma trajetória obsessiva na qual se depara com situações e personagens estranhamente familiares. Narrativa brilhante. Estréia do autor na literatura. Leia +


Assine a newsletter da Companhia