Livro acessível
0
Carrinho
Tradutor / Leiko Gotoda
LEIKO GOTODA


#LeikoGotoda
Catálogo
Companhia das Letras

Em um misto de mito, história e memória, Morte na água é uma das obras-primas de Kenzaburo Oe, que trabalha com maestria ao desenvolver a narrativa de um trauma pessoal que é também o trauma de uma nação. Leia +
Alfaguara

Misturando situações banais a fatos inexplicáveis, Murakami constrói um extraordinário thriller permeado de mitologia e mistério. Leia +
Companhia das Letras

Estes contos brilhantes e provocadores revelam a trajetória literária de Kenzaburo Oe, um dos maiores escritores japoneses vivos, ganhador do prêmio Nobel de 1994. Inéditos em português e traduzidos direto do japonês, com introdução de Arthur Dapieve. Leia +
Companhia das Letras

Coletânea de sete ficções em que Kenzaburo Oe se ampara em versos do poeta inglês William Blake para descrever o cotidiano de um escritor de meia-idade com seu filho excepcional. Leia +
Alfaguara

Um dos romances mais ambiciosos de Haruki Murakami, com referências que vão do mundo pop japonês às tragédias gregas. Leia +
Companhia das Letras

Coletânea de sete ficções em que Kenzaburo Oe se ampara em versos do poeta inglês William Blake para descrever o cotidiano de um escritor de meia-idade com seu filho excepcional. Leia +
Companhia das Letras

No Japão da década de 1920, uma rede de relações amorosas põe em cena um confronto geracional e de costumes. Misako e Kaname decidem se separar, mas por alguma estranha razão não conseguem pôr fim ao próprio casamento. O romance apresenta os intrincados dilemas de duas maneiras de amar: aquela da tradição japonesa e a da nova geração ocidentalizada. Leia +
Companhia das Letras
MAR INQUIETO (2002)

O amor proibido de Shinji, um jovem pescador, e Hatsue, a filha de um poderoso morador da ilha japonesa de Utajima. Nesta narrativa breve, de estilo cristalino, Mishima transforma o romance numa fábula de inspiração shakespeareana - impossível não associar Shinji e Hatsue a Romeu e Julieta -, que aponta para desejos e destinos universais. Leia +
Companhia das Letras
VORAGEM (2001)

Sonoko, uma mulher jovem e voluntariosa, narra os jogos perversos de que participou ao se envolver com uma bela estudante de artes e como se deixou corromper por uma voragem erótica que quase a levou à morte. A lógica implacável da perversão conduz esta obra-prima de Tanizaki. Leia +


Assine a newsletter da Companhia