Livro acessível
0
Carrinho
Tradutor / Alexandre Hubner
ALEXANDRE HUBNER
Nasceu em São Paulo, em 1966. Em 1990, formou-se em ciências sociais pela Universidade de São Paulo. Traduz ficção desde 2001.


#AlexandreHubner
Títulos
Companhia das Letras

Com humor irreverente, este romance investiga as implicações desastrosas de um casal de artistas excêntricos que obriga os filhos a participar de suas performances. Leia +
Paralela

Com uma escrita elegante e segura, Chris Morgan Jones constrói um romance de espionagem que, embora atualíssimo, recupera a atmosfera gélida e sombria dos clássicos do gênero, nos quais a Rússia tantas vezes figura como terra de intriga e promissão. Leia +
Companhia das Letras
3 romances e 1 epílogo

O volume reúne os três romances e a novela que serve de epílogo à trilogia em que Roth dá vida a uma de suas criações mais geniais: o escritor Nathan Zuckerman. Com uma arquitetura intricada e narrativas bastante diversas, essas obras formam uma investigação totalmente nova e altamente cômica sobre as consequências imprevistas da arte. Leia +
Companhia das Letras
E outros contos

Como quem conversa com o leitor à mesa de um café em Varsóvia ou numa delicatéssen de Nova York, o grande contista polonês retrata uma série de vidas transtornadas pelo amor e pela tentação do sexo. Leia +
Companhia das Letras
1984 (2009)

Publicada originalmente em 1949, a distopia futurista 1984 é um dos romances mais influentes do século XX, um inquestionável clássico moderno. Lançada poucos meses antes da morte do autor, é uma obra magistral que ainda se impõe como uma poderosa reflexão ficcional sobre a essência nefasta de qualquer forma de poder totalitário. Leia +
Companhia das Letras
Crônicas autobiográficas

Misto de memórias e criação literária, estas narrativas autobiográficas descrevem de forma comovente o universo da infância de Isaac Bashevis Singer, marcado pela religiosidade de sua família e pelo dia-a-dia do bairro judeu de Varsóvia nas primeiras décadas do século XX. Leia +
Companhia das Letras

Depois de viver em Londres, esboçar uma carreira de escritor e mudar-se para uma ex-colônia africana, Willie Chandran se depara novamente com sua Índia natal, agora como guerrilheiro engajado numa luta cujo sentido ele mal compreende. Leia +
Companhia das Letras

Um homem cai de cabeça da galeria de um teatro em Edimburgo. Isabel Dalhousie, editora de uma revista filosófica, presencia a cena e intui que algo estranho ronda o suposto acidente. Pautada por suas convicções éticas, começa a investigar vida e ligações do jovem morto. Leia +
Companhia das Letras

Nestes contos, Tennessee Williams, dono de um tom de voz narrativo descrito por Gore Vidal como "absolutamente envolvente", apresenta uma galeria de personagens frágeis, insensatos, perdidos, por vezes maravilhosamente loucos ou desvairadamente lúcidos, mas sempre apaixonantes. Leia +
Companhia das Letras

Três mulheres apartadas por conflitos de geração se reaproximam graças a um dramático acontecimento familiar. Indicado ao Booker Prize em 1999, A luz do farol é um romance perturbador sobre o rancor e o poder fundante das relações familiares. Autor de ensaios e relatos jornalísticos, Tóibín é um dos mais importantes escritores irlandeses de hoje. Leia +
Companhia das Letras
O INOCENTE (2003)
ou O relacionamento especial

Nos anos 50, em plena Guerra Fria, um jovem técnico do governo britânico chega a Berlim Ocidental para participar de uma operação secreta. Longe dos pais, ele descobre realidades que jamais suspeitara existir, tem sua iniciação sexual e política, além de deparar com o lado terrível da natureza humana. McEwan teve o romance Reparação indicado ao Booker Prize 2002. Leia +
Companhia das Letras

O massagista místico narra a história de Ganesh Ramsumair, herói picaresco cuja trajetória sintetiza os valores desenraizados de uma sociedade sem caráter. Publicado originalmente em 1957, o romance é um retrato satírico das conseqüências do processo de colonização britânico em Trinidad, pequena ilha do Caribe, terra natal do escritor. Leia +
Companhia das Letras

A fronteira entre a lei e o crime é tênue em Personville, a ponto do lugar ter recebido o apelido de Poisonville ("cidade do veneno"). O detetive da Agência Continental começa uma averiguação e acaba enredado pelas próprias armadilhas. Dashiell Hammett, o inventor do romance policial moderno, investiga aqui a corrupção e a violência americanas. Leia +


Assine a newsletter da Companhia

Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A. - São Paulo
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Editora Schwarcz S.A. - Rio de Janeiro
Praça Floriano, 19, sala 3001
20031-050 - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: 21 3993-7510
Todos os direitos reservados 2019