Autor|Organizador|Prefácio|Seleção / Alberto da Costa e Silva
ALBERTO DA COSTA E SILVA
Nasceu em São Paulo em 1931. É poeta, historiador e membro da Academia Brasileira de Letras. Um dos mais importantes intelectuais brasileiros e especialista na cultura e na história da África. Publicou diversos livros sobre o assunto, como A enxada e a lança (1992), A manilha e o libambo (2002), Um rio chamado Atlântico (2003) e Francisco Félix de Souza, mercador de escravos (2004). Escreveu Castro Alves, um poeta sempre jovem (2006), para a coleção Perfis Brasileiros, da Companhia das Letras. Também é autor de livros infantojuvenis, como Um passeio pela África (2006) e A África explicada aos meus filhos (2008). Em 2009, publicou O quadrado amarelo, que reúne textos sobre arte e literatura, cruzando referências populares e eruditas, recorrendo à memória e às suas experiências de viagem. Além dos Poemas reunidos (2000), publicou dois volumes de memórias, Espelho do Príncipe (1994) e Invenção do desenho (2007). Entre os prêmios e distinções que recebeu estão os títulos de doutor honoris causa pela Universidade Obafemi Awolowo (ex-Universidade de Ifé, Nigéria, 1986) e pela Universidade Federal Fluminense (2009) e o prêmio Juca Pato de Intelectual do Ano (2003) da União Brasileira de Escritores. Ao lado de Lilia Moritz Schwarcz, desde 2008 dirige a coleção das obras completas de Jorge Amado para a Companhia das Letras.


#AlbertodaCostaeSilva
Títulos
Penguin
EBOOK R$ 20,50

Em inédita coletânea de textos, o historiador, diplomata e membro da ABL Alberto da Costa e Silva reúne mais de dois milênios de visões e crônicas da África. Leia +
Objetiva
Coleção História do Brasil Nação vol.1
INDISPONÍVEL

Primeiro volume da coleção História do Brasil Nação, que propõe uma leitura sintética e reflexiva sobre a história do Brasil. Leia +
Penguin
EBOOK R$ 20,50

Nesta coletânea, novos fãs e velhos conhecidos de Jorge Amado encontrarão um panorama rico e variado da obra do autor. A imagem do Brasil mestiço, de sincretismo religioso, entre outros temas, estão reunidos nesta seleção de Alberto da Costa e Silva, que também assina a introdução. Leia +
Companhia das Letras
CASTRO ALVES (2006)
Um poeta sempre jovem

Morto com apenas 24 anos, Castro Alves já era imensamente famoso em Salvador, no Recife, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Num livro que é ao mesmo tempo perfil empenhado e crítica literária cuidadosa, Alberto da Costa e Silva mostra como um jovem perfeitamente integrado na sociedade escravocrata veio a ser o poeta da abolição. Leia +


Assine a newsletter da Companhia