Autores / Jean-Jacques Rousseau
JEAN-JACQUES ROUSSEAU
Nasceu em Genebra em 1712. Abandonado pelo pai aos dez anos, trabalhou como aprendiz de gravador até deixar a cidade natal, em 1728. Em Turim, converteu-se ao catolicismo e, como lacaio, seminarista, professor de música ou tutor, visitou muitas partes da Suíça e da França. Em 1732, estabeleceu-se durante oito anos em Chambéry (ou Les Charmettes), casa de campo de madame de Warens, recordada por Rousseau, nas Confissões, como um lugar idílico. Em 1741, foi para Paris, onde conheceu Diderot, que lhe encomendou os verbetes de música para a Enciclopédia. Entrementes, com Thérèse Levasseur, uma criada, teve cinco filhos, todos abandonados por ele em orfanato. Os anos de 1750 testemunharam uma ruptura com Voltaire e Diderot, e seus escritos adquiriram um novo tom, de independência contestadora. Em seu Discurso sobre as ciências e as artes e no Discurso sobre a origem da desigualdade, mostrava como o desenvolvimento da civilização corrompia as virtudes naturais e aumentava a desigualdade entre os homens. Em 1758, atacou os ex-amigos, os enciclopedistas, na Carta a D’Alembert sobre os espetáculos, que ridicularizava a sociedade culta. Antes, em 1757, mudara-se para Montmorency, e os cinco anos que lá passou foram os mais férteis da sua vida. Seu notável romance A nova Heloísa (1761) teve um sucesso retumbante e imediato. Nele, e no Emílio, que veio a lume um ano depois, Rousseau invocava a inviolabilidade dos ideais pessoais contra os poderes do Estado e as pressões da sociedade. Sua filosofia política é coroada com Do contrato social, publicado em 1762. Nesse mesmo ano, escreveu um ataque à religião revelada, a Profissão de fé do vigário saboiano. Foi expulso da Suíça e fugiu para a Inglaterra, onde fez de Hume seu inimigo, e voltou a suas peregrinações continentais. Em 1770, completou suas Confissões. Passou seus últimos anos na França, onde morreu em 1778.


#Jean-JacquesRousseau
Títulos
Penguin
EBOOK R$ 16,90

A matriz do pensamento moral e político de Rousseau em um dos documentos mais revolucionários do século XVIII. Leia +
Penguin
EBOOK R$ 17,00

Escravidão, liberdade e desigualdade são alguns dos temas deste livro, um dos mais importantes tratados políticos da história, em nova tradução e com prefácio de Maurice Cranston, especialista na obra de Rousseau. Leia +
Faça seu cadastro no Grupo Companhia das Letras e personalize sua experiência