Livro acessível
Títulos / Companhia das Letras / OS CÃES DE RIGA
Clique para ampliar
Companhia das Letras
OS CÃES DE RIGA
Tradução: Beth Vieira
#OSCAESDERIGA
A descoberta de dois corpos num bote salva-vidas pega de surpresa o inspetor sueco Kurt Wallander. O crime relaciona-se às atividades da máfia que envolve autoridades da então república soviética da Letônia. Chamado a Riga, capital letã, para ajudar nas investigações, Wallander desembarca numa cidade soturna, onde se apaixona por uma bela idealista.
Apresentação
Em fevereiro de 1991, o inspetor Kurt Wallander é chamado à capital da Letônia para ajudar a esclarecer o assassinato de um colega, o major Liepa. Logo que chega a Riga, é invadido por uma sensação de enorme tristeza. Prédios decrépitos, filas de ônibus imensas, janelas que não vedam, radiadores que não esquentam, aparelhos de escuta, lojas vazias e um descontentamento generalizado - é nesse ambiente que Wallander, já bastante propenso a depressões e dúvidas existenciais, tem de trabalhar. Ali, tenta solucionar um crime que guarda relações com a situação política do país, em luta contra o domínio soviético.
A trama tem início quando um bote salva-vidas encalha no litoral sueco, com dois corpos enlaçados num abraço. Os mortos são identificados pelo major Liepa, da Letônia, como cidadãos de seu país. As vítimas encontradas na Suécia estariam envolvidas num plano tramado do outro lado do Báltico, na então República Soviética, envolvendo até a KGB. O major Liepa, que investigava havia tempo as ligações entre a máfia local e setores do poder letão, volta a Riga e, horas depois, é assassinado.
Chamado para ajudar nas investigações, Wallander se vê num labirinto de intrigas por onde circulam dois coronéis suspeitos: um deles seria o culpado pela morte de Liepa. Vigiado de perto, o inspetor persegue obstinadamente os culpados, numa sucessão de peripécias por trás da esgarçada Cortina de Ferro.
Com a perspicácia de hábito, o inspetor usa passaporte falso, cruza a antiga Alemanha Oriental e a Polônia, mantém encontros clandestinos, foge por becos escuros, rouba carros e até invade a central da polícia de Riga para desvendar um mistério com conseqüências políticas, criminais e amorosas surpreendentes.
Ficha Técnica
Título original: HUNDARNA I RIGA
Tradução: Beth Vieira
Capa: João Baptista da Costa Aguiar
Páginas: 328
Formato: 13.00 X 21.00 cm
Peso: 0.351 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 18/07/2003
ISBN: 9788535903911
Selo: Companhia das Letras
Autor

Assine a newsletter da Companhia