Home | Livros | Objetiva | REFLEXÕES SOBRE UM SÉCULO ESQUECIDO, 1901-2000
CLIQUE PARA AMPLIAR

REFLEXÕES SOBRE UM SÉCULO ESQUECIDO, 1901-2000

Tony Judt
Tradução: Celso Nogueira

Você pode gostar também de

Objetiva

O mal ronda a terra

Tony Judt

R$ 47,90

Indisponível

Objetiva

Pós-guerra

Tony Judt

R$ 117,90

Indisponível

Objetiva

Pensando o século XX

Timothy Snyder Tony Judt

R$ 74,90

Objetiva

O chalé da memória

Tony Judt

R$ 52,90

Objetiva

Quando os fatos mudam

Tony Judt

R$ 77,90

Objetiva

O peso da responsabilidade

Tony Judt

R$ 64,90

Alfaguara

Noites lebloninas

João Ubaldo Ribeiro

R$ 52,90

Suma

Doctor Who: Quando cair o verão e outras histórias

Amelia Williams

R$ 42,90

Alfaguara

Contos em trânsito

Vários autores

R$ 67,90

Indisponível

Objetiva

Trem fantasma para a estrela do oriente

Paul Theroux

R$ 92,90

Objetiva

O encouraçado Potemkin

Neal Bascomb

R$ 87,90

Objetiva

Até o fim do mundo

Paul Theroux

R$ 92,90

Ficha Técnica

Páginas: 504 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.719 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 20/05/2010
ISBN: 978-85-3900-062-3 Selo: Objetiva Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Em Reflexões sobre um século esquecido, 1901-2000, Tony Judt nos previne sobre a tentação de ver o século XX como uma era de extremos políticos, de erros trágicos e de escolhas impensadas; uma época de ilusões à qual conseguimos sobreviver. No século recém-acabado, havia amplo debate sobre a política internacional, o pensamento social e o ativismo social calcado no bem maior. Não sabemos mais conversar sobre esses conceitos e já esquecemos o papel desempenhado pelos intelectuais ao discutir, transmitir e defender as ideias que moldaram o tempo deles. Reflexões resgata aspectos essenciais do mundo que passou e ressalta a importância que ainda têm para nós, agora e no futuro. Nesta coletânea de 24 ensaios, publicados originalmente entre 1995 e 2006 em The New Republic, The New York Review of Books, The Nation, Há'aretz, The London Review of Books e Foreign Affairs, Tony Judt lembra o leitor do imenso poder das ideias, ao discorrer sobre o apelo do marxismo no século XX, agora praticamente inexplicável. Analisa o declínio dos intelectuais como força social e examina a ascensão e queda do Estado na esfera publica das nações ocidentais. Discute os Estados Unidos, sua política externa e o destino do liberalismo.

Sobre o autor