Livro acessível
0
Carrinho
Institucional

Incentivo à leitura
Clubes de Leitura

1. Apresentação e um pouco de história:

Segundo reportagem da jornalista Úrsula Passos para a Folha de S.Paulo, a tradição dos clubes de leitura remonta ao século XVIII. Protestantes nos Estados Unidos promoviam reuniões litúrgicas de estudo do livro sagrado, aristocratas e burgueses se encontravam nos grandes salões e debatiam leituras e inquietações intelectuais. Tudo isso se somava ao caldo das ideias iluministas que estavam em plena ascensão, mesmas ideias que iriam acompanhar a revolução francesa.

Ao longo dos séculos, os clubes de leitura foram ocupando outros espaços: livrarias, bibliotecas, programas de TV (o da apresentadora Oprah, por exemplo, os promove desde 2011), encontros virtuais em clubes pela internet, jantares e reuniões. Os clubes se transformaram em uma potente ferramenta não apenas de socialização e democratização do conhecimento, valendo-se da atividade da leitura, mas de divulgação dos livros. Algumas editoras inglesas e estadunidenses como a Penguin, a Random House e a Knopf passaram a articular uma comunicação constante com os grupos leitores, promovendo eventos, guias de leitura e múltiplos acordos que facilitam a compra de livros e contribuem para os debates.

Em 2010, ano em que a Companhia das Letras e a Penguin consumaram sua primeira parceria, com o lançamento do selo Penguin Classics no Brasil, decidimos criar um programa de incentivo a clubes de leitura no país. Atualmente, sessenta clubes apoiados pela editora acontecem nos mais variados espaços: livrarias, bibliotecas públicas e comunitárias, escolas, hospitais, abrigos, ONGs e penitenciárias (para maiores informações sobre essas iniciativas, visitar a área de responsabilidade social:

2. Como montar um clube de leitura:

  • Encontre interessados entre seus amigos e contatos. Indica-se um mínimo de cinco a sete integrantes para criar um bom clube; o número máximo recomendado é de quinze a vinte integrantes;
  • Entre em acordo sobre um local prático e adequado, que atenda todos os leitores. Pode ser um lugar público, a casa ou o salão de algum dos integrantes. Caso a escolha seja por um local comercial, público, como livrarias e bibliotecas, combine antecipadamente com algum funcionário do estabelecimento (ele poderá ou não participar do clube) para checar a disponibilidade do espaço;
  • Pense numa data oportuna para que todos possam participar e ter tempo de ler a obra escolhida em conjunto. Ainda que essa data possa ser flexível, é importante determinar previamente a frequência de encontros do clube;
  • É importante que o clube tenha sempre um mediador; quem teve a ideia do clube ou um funcionário do estabelecimento escolhido podem ser os candidatos. É possível revezar entre os participantes, mas é essencial que todo encontro seja guiado por algum integrante.
  • Confira nossas dicas para os mediadores.
  • Também recomendamos que algum membro de seu clube entre em nossa página do Facebook. Lá, são compartilhados materiais, dicas de leitura e recomendações, entre outros conteúdos.
  • Através dessa página, você se conecta a outros clubes de leitura, com quem poderá compartilhar suas experiências com os livros.

    Caso você queira integrar um clube que já é parceiro da Companhia das Letras, clique aqui.
    Caso você queira que seu clube seja apoiado pela Companhia as Letras, preencha o formulário.

    Pronto, agora é só começar a ler!

    3. Dicas para mediadores e participantes, e outros materiais:

    O mediador não deve se comportar como um professor ou uma autoridade, mas deve estar atento para que a discussão ocorra de maneira democrática, garantindo que todos tenham espaço para se expressar. Ouvir cada participante atentamente é sua função mais importante. Assim, é possível conhecer mais a fundo o perfil dos integrantes, bem como os gostos e as formas de discutir de cada um. O mediador deve estar preparado para a discussão, fazendo uso de questões introdutórias, trechos selecionados e perguntas estratégicas; todo esse aparato, caso a discussão esfrie, serve para a ampliação da conversa. Informações relevantes sobre a obra e o autor são bem-vindas, desde que não ocupem espaço central na discussão, transformando o mediador num palestrante. Pensar nos livros para indicação a cada mês também é seu papel. Os títulos podem ser decididos por meio de votação ou pelo próprio mediador, que pauta o diálogo entre a editora e os participantes do clube. A editora está sempre à disposição, com indicações e dicas que se adequam ao perfil de cada grupo, auxiliando na escolha dos livros.

    Recomenda-se que todos integrem a discussão tendo lido o volume escolhido. No entanto, essa indicação não é obrigatória. Caso o leitor tenha encontrado alguma dificuldade no processo de leitura (ela era de difícil compreensão, chata, entediante, ou, pelo contrário, encaixar a leitura à rotina foi um problema?), o mediador deve dividir essa questão com o grupo. Um clube de leitura deve ser um espaço democrático, de compreensão. Uma constante comunicação via mídias sociais ou e-mail é fundamental para que os participantes se lembrem da data do encontro, mas também é muito útil para compartilhar curiosidades e informações interessantes.

    Veja, também, mais dicas no nosso canal no youtube!

    4. Confira aqui os clubes que apoiamos e os contatos dos mediadores para informações e inscrições:

    MARTINS FONTES PAULISTA NUMAS
    SP
    Lauren Zeytoulian
    laurenzeytounlian@gmail.com
    ZACCARA
    SP
    Cris Zaccara
    loja@livrariazaccara.com
    EXTRA LITERÁRIO/ CLUBE LER MULHERES, LER A SI MESMA
    SP
    Jéssica da Silva Carvalho
    jeh1818@gmail.com
    ACADEMIA PAULISTA DE LETRAS
    SP
    Antonio Clementin
    clementinborges@gmail.com
    SINDI CLUBE
    SP
    Maria Inês Morelli Suardi
    universidade@sindiclubesp.com.br
    ESPORTE CLUBE PINHEIROS
    SP
    Gerald Maurice Leon
    gersilm@hotmail.com
    CLUBE ALTO DOS PINHEIROS
    SP
    Vivian Schlesinger
    roseli.xavier@clubeap.com.br
    CLUBE HEBRAICA
    SP
    Vivian Schlesinger
    biblioteca@hebraica.org.br
    ANHEMBI TENIS CLUBE
    SP
    Ana Cris Medina
    cultural@clubeanhembi.com.br
    Associação Atlética Banco do Brasil (AABB)
    SP
    Maria Magalhães
    anap.guimaraes@uol.com.br
    SOCIEDADE ESPORTIVA PALMEIRAS
    SP
    Vivian Schlesinger
    lms.poggetto@gmail.com
    CLUB ATHLETICO PAULISTANO
    SP
    Carlos Eduardo Cornacchione
    cescornacchione@gmail.com
    CLUBE PAINEIRAS
    SP
    Ana Maria Simões, Debora Cristina e Zelita Guedes
    isabel.sociocultural@clubepaineiras.com.br
    SPFC
    SP
    Maria Inês
    contato@sindiclubesp.com.br
    CIRCULO MILITAR DE SÃO PAULO
    SP
    Anna Lucilia Prado Martuscelli
    annalucilia31@gmail.com
    CLUBE INGLÊS
    SP
    Luciana Gerbovic
    lugerbo@terra.com.br
    LIVRARIA CIA. ILIMITADA
    SP
    Cláudia Leonardi
    ciailimitada@gmail.com; claudialeonardi@gmail.com
    1º DE MAIO Futebol CLUBE - SANTO ANDRÉ
    SP
    Glória Gonçalves
    gloriafgoncalves@gmail.com
    CLUBE JUNDIAIENSE
    SP
    Ana Nóbrega
    ana.eulinda@gmail.com
    CASA DAS LETRAS
    SP
    Juliano Garcia e Patrícia Santos
    casa-das-letras@uol.com.br
    ALPHAVILLE TENIS CLUBE
    SP
    Rodrigo Scalon
    scalonr@gmail.com
    LIVRARIA CULTURA - CAMPINAS
    SP
    Gislaine Caprioli
    gih.caprioli@gmail.com
    SOCIEDADE ISRAELITA BRASILEIRA BETH JACOB DE CAMPINAS
    SP
    Vivian Schlesinger
    vivianschlesinger@gmail.com
    APAMAGIS
    SP
    Danielle Martins Cardoso
    clementinborges@gmail.com
    LIVRARIA CULTURA - LAGO NORTE
    DF
    Liliana Ascanruze e Jéssica
    lilitianspoir@gmail.com; wortman_t@hotmail.com
    LIVRARIA CULTURA - CASAPARK SHOPPING
    DF
    Ana Paula Oliveira e Bryan Fernandes da Silva
    pimpaville@hotmail.com
    BIBLIOTECA COMUNITÁRIA DO CRISTAL - POÁ
    RS
    Júnia Cristina Vaz Vieira
    bibliocomunitariacristal@gmail.com
    LIVRARIAS CURITIBA - MARINGÁ
    PR
    Victor Simião
    victorsimiao1@gmail.com
    LIVRARIA CULTURA - SHOPPING VARANDA MALL
    CE
    Bárbara Santos
    basantos84@gmail.com
    EDITORA DA UFPA - BELÉM
    PA
    Allyson Allen
    clubedeleitura@ufpa.br; allysonallenlp@gmail.com
    VERBO LIVRARIA - PONTA GROSSA
    PR
    Ben-Hur Demeneck
    b.demeneck@uol.com.br; verbolivraria@uol.com.br


    LIVRARIA DA TRAVESSA - RIBEIRÃO PRETO
    SP
    Alex Caixe Loja: (16) 3623-6828 Ramal 2001
    clubedeleitura.ribeirao@travessa.com.br; alexcaixe@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - CCBB
    RJ
    Clara Crível
    clubedeleitura7@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - IPANEMA II (Policiais)
    RJ
    Antônio Berto
    antonioberto@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - BARRA I
    RJ
    Roberto Denser
    promocional@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - BARRA II
    RJ
    Mateus Oliveira
    promocional@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - BARRA III
    RJ
    Luana Marques
    promocional@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - BARRA IV
    RJ
    Diogo Cavalcanti
    promocional@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - BOTAFOGO I
    RJ
    Sérgio Duarte
    duarte_sergio@yahoo.com
    LIVRARIA DA TRAVESSA - BOTAFOGO II
    RJ
    Bruno Rodrigues
    duarte_sergio@yahoo.com
    LIVRARIA DA TRAVESSA - LEBLON I
    RJ
    Olavo
    olavo@travessa.com.br
    LIVRARIA DA TRAVESSA - LEBLON II
    RJ
    Luiz Guilherme
    promocional@travessa.com.br
  • Responsabilidade Social
    Projeto Remição da Pena pela Leitura

    Em abril de 2015 teve início o projeto de remição da pena, em parceria com a Fundação "Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel" de Amparo ao Preso (Funap), órgão do estado de São Paulo que desenvolve ações de educação formal e cursos profissionalizantes dentro das unidades, bem como a reintegração do preso na sociedade. Nos primeiros doze meses (que correspondem ao primeiro ciclo), oito unidades penitenciárias no Estado de São Paulo foram beneficiadas com a iniciativa. Em 2016, a proposta foi ampliada para doze unidades prisionais. A dinâmica de trabalho desenvolve-se da seguinte maneira: em primeiro lugar, todos os participantes, com o auxílio de um mediador, discutem a obra em questão no clube de leitura de sua unidade; depois disso, e para que a remição se efetive, o juiz responsável por cada unidade deve receber um resumo do livro, especialmente escrito pelo leitor, junto com um parecer atestando a efetiva leitura da obra. Esse é um projeto subsidiado pela Companhia das Letras, que doa os livros, arca com os custos de organização, capacita os mediadores e voluntários e faz a gestão de todo o processo. A Funap se encarrega da seleção dos mediadores, da logística interna dos presídios e da escolha das unidades parceiras. Todos os mediadores são funcionários da Funap que já trabalham nas respectivas unidades.

    Clique aqui e veja a Avaliação do Projeto Remição da Pena pela Leitura - 2016 (arquivo pdf)
    Sobre o Grupo
    Fundada em 1986 por Luiz Schwarcz e Lilia Moritz Schwarcz nos fundos da gráfica Cromocart, que pertencia ao avô de Luiz, a editora surgiu com foco original em literatura e ciências humanas, sempre atenta à qualidade do texto, das traduções, do projeto gráfico e do acabamento em todas as etapas do processo de edição. Rumo à Estação Finlândia, do americano Edmund Wilson, foi um dos quatros primeiros títulos publicados e logo se tornou um grande sucesso; no total foram 48 lançamentos no primeiro ano. Hoje são 16 selos dedicados aos mais variados segmentos.

    Ao longo dos anos, a editora selou importantes parcerias, entre elas a com os irmãos Moreira Salles, que se tornaram sócios em 1989. Em 2009, foi a vez de cruzar o Atlântico e se juntar à Penguin para lançar a coleção de clássicos universais e nacionais no mercado brasileiro. Em 2011, a Penguin adquiriu 45% das ações da Companhia das Letras. (Em 2013, a Penguin se fundiu com a Random House, criando a Penguin Random House, o maior grupo editorial do mundo).

    Da junção da editora paulista Companhia das Letras com a carioca Objetiva, em 2015, nasceria o Grupo Companhia das Letras, que reúne o mais expressivo acervo de escritores e poetas brasileiros — de Chico Buarque a Jorge Amado, de Ruy Castro a Roberto Pompeu de Toledo, de João Ubaldo Ribeiro a João Cabral de Melo Neto, de Carlos Drummond de Andrade a Milton Hatoum — e um catálogo estrangeiro que prima por prêmios Nobel e pesos-pesados da literatura: Amós Oz, Fernando Pessoa, Haruki Murakami, Italo Calvino, J. M. Coetzee, Jorge Luis Borges, Mario Vargas Llosa, Oliver Sacks, Orhan Pamuk, Philip Roth e Salman Rushdie. Sem falar do grande time de autores de não-ficção, como Andrew Solomon, Daniel Goleman, Gay Talese, Simon Montefiore, Thomas L. Friedman, Walter Isaacson, Tony Judt, entre outros.

    Querido por leitores de variadas idades, perfis e formações, o Grupo Companhia das Letras chega a 2016 como líder de mercado, segundo a Nielsen, congregando 1,5 milhão de seguidores via redessociais, com alcance mensal de 10 milhões de usuários pelas diversas plataformas digitais em que atua. A editora apostou desde o início no livro digital e hoje já tem mais de dois mil títulos convertidos em e-book.

    O Grupo Companhia das Letras inaugurou um moderno depósito de seis mil metros quadrados em 2015, em Guarulhos (SP), e distribui seus livros em todo o território nacional, de forma rápida e eficiente. Possui também representantes de vendas nas principais regiões do país.

    A Companhia das Letras valoriza a importância da diversidade e acredita no seu papel como uma editora mais plural e inclusiva.

    Seus 200 funcionários trabalham divididos em dez departamentos a fim de garantir a publicação de cada um de seus livros sem perder de vista a ênfase na imaginação, na qualidade e na experiência de leitura característica de cada título.

    Assine a newsletter da Companhia