Livro acessível
0
Carrinho
Clique para ampliar
Companhia das Letras
O FLÂNEUR
Um passeio pelos paradoxos de Paris
Tradução: Reinaldo Moraes
#OFLANEUR
O escritor americano Edmund White, que morou dezesseis anos em Paris, flana pela cidade e vai a lugares praticamente desconhecidos dos visitantes (e mesmo da maioria dos parisienses). White mostra a arquitetura íntima dessa cidade que, talvez como nenhuma outra, desperta todo tipo de fantasias de felicidade.
Apresentação
Um flâneur é alguém que perambula sem compromisso por uma cidade, alguém que percorre as ruas sem objetivo aparente, mas secretamente atento à história dos lugares por onde passa e à possibilidade de aventuras estéticas ou eróticas. A capital da França é, por excelência, a cidade do flâneur.
O escritor americano Edmund White, que morou dezesseis anos em Paris, flana pela cidade e vai a lugares praticamente desconhecidos dos visitantes - e mesmo da maioria dos parisienses. Com dez livros traduzidos na França - inclusive sua biografia magistral de Jean Genet -, White oferece aos leitores uma visão única da vida de Paris, dos paradoxos dessa cidade que, talvez como nenhuma outra, desperta todo tipo de fantasias de felicidade. "Ninguém que ama Paris pode deixar de ler" (Literary Review).
Ficha Técnica
Título original: THE FLANEUR
Tradução: Reinaldo Moraes
Capa: Raul Loureiro
Páginas: 216
Formato: 13.00 X 19.00 cm
Peso: 0.314 kg
Acabamento: Capa dura
Lançamento: 22/10/2001
ISBN: 9788535901788
Selo: Companhia das Letras
Série
CARNAVAL NO FOGO - Crônica de uma cidade excitante demais
Ruy Castro
A apaixonada crônica de Ruy Castro retrata o Rio de Janeiro como um palco de perigos e prazeres - desde 1502, quando Américo Vespúcio lhe deu o nome que a consagrou internacionalmente. O autor faz um misto de narrativa, ensaio, história e conversa fiada sobre uma cidade com excitante vocação para o épico - e para transformar o épico em samba. Leia +
O FLÂNEUR - Um passeio pelos paradoxos de Paris
Edmund White
O escritor americano Edmund White, que morou dezesseis anos em Paris, flana pela cidade e vai a lugares praticamente desconhecidos dos visitantes (e mesmo da maioria dos parisienses). White mostra a arquitetura íntima dessa cidade que, talvez como nenhuma outra, desperta todo tipo de fantasias de felicidade. Leia +
Autor

Assine a newsletter da Companhia