Home | Livros | Quadrinhos na Cia | MANUAL DO MINOTAURO
CLIQUE PARA AMPLIAR

MANUAL DO MINOTAURO

Laerte

R$ 112,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 56,45

Apresentação

Nestas mais de 1500 tiras publicadas entre 2004 e 2015 e reunidas pela primeira vez em livro, temos o privilégio de seguir a evolução artística que confirma a carreira da artista Laerte como das mais interessantes nos quadrinhos do mundo.

Frequentemente comprados juntos

Quadrinhos na Cia

Manual do Minotauro

Laerte

R$ 112,90

Quadrinhos na Cia

Todo Wood&Stock

Angeli

R$ 137,90

Quadrinhos na Cia

Todo Bob Cuspe

Angeli

R$ 109,90

Preço total de

R$ 360,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O olho mais azul (Nova edição)

Toni Morrison

R$ 67,90

Suma

O cemitério

Stephen King

R$ 79,90

Zahar

Estatística

Charles Wheelan

R$ 92,90

Indisponível

Companhia das Letras

Como evitar um desastre climático

Bill Gates

R$ 72,90

Companhia das Letras

Crônica da casa assassinada

Lúcio Cardoso

R$ 94,90

Companhia das Letras

Freud (1901) - Obras completas volume 5

Sigmund Freud

R$ 99,90

Companhia das Letras

Pequena coreografia do adeus

Aline Bei

R$ 50,32

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 62,90

Seguinte

A rebelde do deserto

Alwyn Hamilton

R$ 54,90

Companhia das Letras

As intermitências da Morte (Nova edição)

José Saramago

R$ 54,90

Penguin-Companhia

O outono da Idade Média (Nova edição)

Johan Huizinga

R$ 82,90

Ficha Técnica

Páginas: 416 Formato: 21.20 X 27.00 cm Peso: 1.092 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 05/07/2021
ISBN: 978-65-5921-038-1 Selo: Quadrinhos na Cia Ilustração: Laerte

SOBRE O LIVRO

Nestas mais de 1500 tiras publicadas entre 2004 e 2015 e reunidas pela primeira vez em livro, temos o privilégio de seguir a evolução artística que confirma a carreira da artista Laerte como das mais interessantes nos quadrinhos do mundo.

Laerte já tinha mais de três décadas de cartunismo e era uma das profissionais mais festejadas do Brasil quando decidiu reinventar tudo. Por volta de 2004, sua tira Piratas do Tietê abandonou os personagens recorrentes e os arremates cômicos para explorar o espaço daqueles três, quatro quadrinhos com uma mistura de filosofia, metafísica, poesia, poucas certezas e muitas dúvidas. Piratas virou o Manual do Minotauro e entramos, junto a Laerte, no labirinto do ser mitológico. O desenho é o mesmo, exato na economia. O jogo entre nanquim, cor, forma e quadros ainda é referência de design. O texto continua enxuto, preciso. A narrativa é claríssima. Mas ao mesmo tempo, algo vibra por baixo da aparente simplicidade.
Deixem toda lógica e ordem cotidiana do lado de fora e preparem-se para uma das grandes aventuras do quadrinho contemporâneo.

Sobre o autor