Home | Livros | Companhia das Letras | NO BURACO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

NO BURACO

Tony Bellotto

R$ 69,90

/ À vista

Apresentação

Neste romance de Tony Belloto, as aventuras de Teo Zanquis - ex-ídolo do rock nacional, guitarrista decadente e solitário de uma banda de um único sucesso - são narradas com humor ácido e contundente, ao lado de emoções intensamente humanas.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

No buraco

Tony Bellotto

R$ 69,90

Companhia das Letras

Vida e época de Michael K (Nova edição)

J. M. Coetzee

R$ 79,90

Companhia das Letras

Paris: a festa continuou

Alan Riding

R$ 89,90

Preço total de

R$ 239,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Passageiro do fim do dia

Rubens Figueiredo

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Método prático da guerrilha

Marcelo Ferroni

R$ 79,90

Companhia das Letras

Bellini e a esfinge

Tony Bellotto

R$ 69,90

Companhia das Letras

Diário de Oaxaca

Oliver Sacks

R$ 64,90

Companhia das Letras

As aventuras da virtude

Newton Bignotto

R$ 89,90

Companhia das Letras

Bellini e o labirinto

Tony Bellotto

R$ 69,90

Companhia das Letras

Br 163

Tony Bellotto

R$ 54,90

Indisponível

Companhia das Letras

Bellini e os espíritos

Tony Bellotto

R$ 69,90

Seguinte

A Lua no cinema e outros poemas

Eucanaã Ferraz

R$ 69,90

Ficha Técnica

Título original: No buraco Páginas: 256 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.316 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 21/09/2010
ISBN: 978-85-3591-735-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Neste romance de Tony Belloto, as aventuras de Teo Zanquis - ex-ídolo do rock nacional, guitarrista decadente e solitário de uma banda de um único sucesso - são narradas com humor ácido e contundente, ao lado de emoções intensamente humanas.

Neste romance de Tony Belloto, as aventuras de Teo Zanquis - ex-ídolo do rock nacional, guitarrista decadente e solitário de uma banda de um único sucesso - são narradas com humor ácido e contundente, ao lado de emoções intensamente humanas.

Teo Zanquis está na praia, em Ipanema, falando consigo mesmo. E a história que ele conta é a sua própria, a de um guitarrista de uma banda de rock de um único sucesso nos anos 80, cujos discos só podem ser encontrados em sebos musicais do centro de São Paulo. A vida profissional e artística de Zanquis atingiu muito rápido seu apogeu para, em seguida, com a mesma rapidez, mergulhar no mais retumbante esquecimento.
Mimetizando às avessas sua história de vida, Tony Bellotto põe em cena, em No buraco, um tipo solitário, que caminha sem ilusões para a velhice ruminando as estripulias de seus tempos de glória e juventude. Mas isso não impede que Teo busque o amor no corpo de uma jovem coreana, nem que estreite laços de amizade com figuras de quem ele jamais imaginaria se aproximar em seus tempos de semi-ídolo do rock nacional, como a dona Gladys, velha e excêntrica vizinha da quitinete onde ele mora.
A história de Teo, narrada num tom confessional que praticamente embute o leitor na pele do personagem, acaba resvalando num curioso plot detetivesco de desfecho tão inesperado quanto brilhante, narrado com um humor ácido e contundente.

Sobre o autor