A dor física - J.-D. Nasio - Grupo Companhia das Letras
Frete grátis para todo o Brasil em compras a partir de R$ 99
Livro acessível
0
Carrinho
Catálogo / Zahar / A DOR FÍSICA
#ADORFISICA
Apresentação
Em geral, quando não encontramos nenhuma justificativa concreta para uma dor corporal, costumamos dizer que ela é psíquica. Porém, mais do que uma sensação, a dor pode ser uma emoção que surge sem qualquer agressão física imediata. É o caso do viúvo que sente dores no corpo quando entra em contato com os pertences da esposa recém-falecida. Ou ainda das dores que reaparecem, embora as feridas já estejam cicatrizadas.
Assim, Nasio mergulha nos limites entre corpo e psique para tentar entender a origem psíquica da dor física, cujos mecanismos continuam inexplorados. O livro reproduz citações da obra de Freud e Lacan sobre a dor física e inclui bibliografia complementar sobre o tema.
Ficha Técnica
Páginas: 128
Formato: 12.00 X 18.00 cm
Peso: 0.136 kg
Acabamento: Livro brochura
Lançamento: 01/09/2008
ISBN: 9788537801017
Selo: Zahar
Série
A depressão é a perda de uma ilusão
J.-D. Nasio
Em cinco lições, o renomado psiquiatra e psicanalista J.-D. Nasio se propõe a aprofundar, de forma brilhante e didática, a teoria e a clínica da depressão – para ele, mais do que um distúrbio de humor, a depressão é antes de tudo uma patologia da desilusão. Leia +
O eu soberano - Ensaio sobre as derivas identitárias
Elisabeth Roudinesco
Ao fazer um balanço do tempo presente e das várias definições de identidade hoje possíveis, a renomada historiadora e psicanalista francesa Elisabeth Roudinesco analisa neste livro a natureza e os perigos do que chama de derivas identitárias. Leia +
Histeria e sexualidade - Clínica, estrutura, epidemias - Trilogia sobre sexualidade contemporânea - vol. 2
Marco Antonio Coutinho Jorge e Natalia Pereira Travassos
Dando prosseguimento à sua trilogia sobre sexualidade contemporânea – iniciada com Transexualidade –, Marco Antonio Coutinho Jorge e Natália Pereira Travassos abordam agora a relação entre Histeria e sexualidade. Leia +
Autor
Comentários

Deixe seu comentário

Você deve estar logado para comentar
Faça seu login

Assine a newsletter da Companhia