Home | Livros | Companhia das Letrinhas | OXUMARÊ O ARCO-ÍRIS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

OXUMARÊ O ARCO-ÍRIS

Autor: Reginaldo Prandi
Ilustrador: Pedro Rafael

R$ 64,90

/ À vista

Apresentação

No terceiro volume da trilogia sobre mitologia dos orixás para crianças e jovens, Reginaldo Prandi conta novas histórias dos deuses africanos do candomblé. As aventuras de personagens lendários como Ogum e Iemanjá ganham vida na prosa do autor e nas belas ilustrações de Pedro Rafael.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letrinhas

Oxumarê o arco-íris

Reginaldo Prandi

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Xangô o trovão

Reginaldo Prandi

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Ifá o adivinho

Reginaldo Prandi

R$ 64,90

Preço total de

R$ 194,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

Xangô o trovão

Reginaldo Prandi

R$ 64,90

Indisponível

Seguinte

Contos e lendas afro-brasileiros

Reginaldo Prandi

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Mitologia dos orixás

Reginaldo Prandi

R$ 109,90

Companhia das Letrinhas

Ynari

Ondjaki

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letrinhas

Olívia tem dois papais

Márcia Leite

R$ 54,90

Companhia das Letrinhas

Aldeias, palavras e mundos indígenas

Valeria Macedo

R$ 54,90

Pequena Zahar

O muro no meio do livro

Jon Agee

R$ 62,91

Companhia das Letrinhas

E foi assim que eu e a Escuridão ficamos amigas

Emicida

R$ 44,90

Ficha Técnica

Título original: Oxumarê, o arco-íris Páginas: 64 Formato: 19.50 X 26.00 cm Peso: 0.23 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 22/11/2004
ISBN: 978-85-7406-235-8 Selo: Companhia das Letrinhas Ilustração: Pedro Rafael

SOBRE O LIVRO

No terceiro volume da trilogia sobre mitologia dos orixás para crianças e jovens, Reginaldo Prandi conta novas histórias dos deuses africanos do candomblé. As aventuras de personagens lendários como Ogum e Iemanjá ganham vida na prosa do autor e nas belas ilustrações de Pedro Rafael.

Na antiga África negra, em tempos imemoriais, vivia Oxumarê, filho de Nanã, a mais antiga das mulheres. A beleza de Oxumarê era admirada por todos, que invejavam o luxo de suas roupas coloridas. Um dia a chuva resolveu castigar a Terra; os rios se encheram, as doenças se espalharam e os animais começaram a morrer afogados. Oxumarê, que não tinha muita simpatia pela chuva, cortou o céu com seu punhal de prata e a fez parar. Desde então, toda vez que isso acontece, ele pode ser visto enfeitando o céu, sob a forma de um arco-íris.
Essa e outras histórias, como a do caçador de elefantes que virou um rio e a da mulher que se transformava em búfalo, foram trazidas para o Brasil pelos escravos. Oxumarê, o Arco-Íris completa a trilogia sobre mitologia dos orixás para crianças e jovens, iniciada com Ifá, o Adivinho, seguida por Xangô, o Trovão.
O novo livro traz aventuras de personagens míticos como Olorum, Iansã, Exu, Ogum e Iemanjá, que fazem parte do patrimônio cultural que o Brasil herdou da África. As histórias narradas nos três volumes baseiam-se no livro Mitologia dos orixás, publicado em 2001 pela Companhia das Letras.

Sobre o autor

Prêmios