Home | Livros | Paralela | A TEMPESTADE QUE CRIAMOS
CLIQUE PARA AMPLIAR

A TEMPESTADE QUE CRIAMOS

Vanessa Chan
Tradução: Lígia Azevedo

R$ 59,90

/ À vista

Apresentação

Um romance fascinante sobre a guerra e as consequências chocantes de nossas escolhas.

Frequentemente comprados juntos

Paralela

A tempestade que criamos

Vanessa Chan

R$ 59,90

Companhia das Letras

Padre Sérgio

Liev Tolstói

R$ 59,90

Companhia das Letras

Desonra

J. M. Coetzee

R$ 79,90

Preço total de

R$ 199,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

Coelho maldito

Bora Chung

R$ 59,90

Suma

A serpente e as asas feitas de noite

Carissa Broadbent

R$ 79,90

Seguinte

De novo, outra vez

E. Lockhart

R$ 59,90

Paralela

Está tudo bem

Cecilia Rabess

R$ 69,90

Fontanar

O livro que você gostaria que todas as pessoas que você ama lessem

Philippa Perry

R$ 59,90

Seguinte

Chuvas esparsas

Rainbow Rowell

R$ 59,90

Alfaguara

Cidades da planície (Nova edição)

Cormac McCarthy

R$ 79,90

Paralela

O experimento do amor verdadeiro

Christina Lauren

R$ 59,90

Indisponível

Seguinte

Núbia: O despertar

Omar Epps Clarence A. Haynes

R$ 69,90

Ficha Técnica

Título original: The Storm We Made Páginas: 272 Formato: 15.60 X 23.00 cm Peso: 0.365 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 20/02/2024
ISBN: 978-85-8439-363-3 Selo: Paralela Capa: Ale Kalko Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um romance fascinante sobre a guerra e as consequências chocantes de nossas escolhas.

Malásia, 1945. A família de Cecily Alcantara corre perigo: Abel, seu filho de quinze anos, desapareceu, e Jasmin, a caçula, passa os dias confinada em um porão para escapar do risco de ser levada às estações de conforto. Jujube, a filha mais velha, trabalha em uma casa de chá frequentada por soldados japoneses, e sua raiva só aumenta. Cecily tem certeza de duas coisas: é tudo culpa dela, e sua família não pode nunca saber a verdade.
Anos antes, Cecily estava desesperada para ser mais do que uma dona de casa, esposa de um burocrata de médio escalão na Malásia ocupada pelos britânicos. Um encontro ao acaso com o general Fujiwara a levou para uma vida de espionagem, seduzida pelo sonho da "Ásia para os asiáticos". O que aconteceu, porém, foi que ela teve participação na tomada dos japoneses no país, numa ocupação ainda mais brutal.
Uma década mais tarde, conforme a guerra chega ao ápice no continente, suas ações começam a cobrar um preço. Agora, a família de Cecily está à beira da destruição -- e ela fará de tudo para salvá-los.


"Devastadoramente belo e extraordinário. Pensarei neste livro por muito tempo." -- Jessica George, autora de Maame

Sobre o autor