Títulos / Companhia das Letras / STEVENSON SOB AS PALMEIRAS
Companhia das Letras
STEVENSON SOB AS PALMEIRAS
#STEVENSONSOBASPALMEIRAS
Elaboração ficcional dos últimos dias de R. L. Stevenson nas ilhas Samoa. Manguel constrói uma espécie de redoma erótica e, dentro dela, explora as tensões entre o recato e a desinibição, entre o pecado e a simplicidade, entre fato e ficção.
Apresentação
Com a mulher, dois enteados e a mãe, Stevenson habita uma casa em que móveis e objetos reproduzem o bem-estar britânico. Os livros se distribuem pelas estantes; dão à paisagem doméstica a intimidade própria de uma casa onde há leitores. Aquela é também a casa de um escritor. Em seu escritório, sentado à escrivaninha, Stevenson molha a pena no tinteiro de prata e pode preencher folhas e folhas sem rasuras: o mundo inteiro está em silêncio; o escritor ouve apenas o que deseja sua imaginação.
Do lado de fora da casa e da mente que escreve, há o sol, o flamboiaiã e a nudez das mulheres - sua "pele escura, brilhante e dura como pedra vulcânica". Em Samoa, a vida toda parece acontecer ao ar livre. Nem as histórias ficam guardadas nos livros: circulam de boca em boca, de uma geração à outra. E os samoanos não conhecem a ficção: consideram que toda história conta um fato.
Para Stevenson, "tudo o que outrora fora oculto, sussurrado, abotoado no mundo protegido de sua infância", ali, em Samoa, é "escancarado - descarado, às claras". Um dia, apenas com o olhar, ele deseja apaixonadamente o que está do lado de fora: uma adolescente que, enfeitada com gardênias, dança ao som dos tambores. Recatado, transforma o desejo em literatura; a palavra escrita o protege de querer transformar o desejo em ato.
Mas haverá um crime - e os samoanos vão atribuí-lo "ao contador de histórias". A Tusitala, como o escritor é conhecido. A partir desse momento, tomam forma as tensões entre o recato e a desinibição, entre o pecado e a simplicidade, entre fato e ficção, entre um modo europeu de se instalar na ilha e o modo nativo de estar ali desde sempre. Stevenson, o escritor, torna-se um grande personagem.
Alberto Manguel o acompanha com discrição, como se quisesse que a história corresse por si mesma; a poesia pode passar despercebida em sua prosa. Talvez o seu desejo maior tenha sido nos fazer sair desta ficção e nos levar para a literatura clara e íntegra de R. L. Stevenson.
Ficha Técnica
Título original: STEVENSON UNDER THE PALM TREES
Capa: Marcello Serpa
Páginas: 88
Formato: 14.00 x 21.00 cm
Peso: 0.140 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 23/03/2000
ISBN: 9788571649835
Selo: Companhia das Letras
Série
BILAC VÊ ESTRELAS
Ruy Castro
Nesta sua estréia na ficção, Ruy Castro envolve Olavo Bilac num caso hilariante de espionagem industrial. Ao investigar a possível morte de seu amigo José do Patrocínio, Bilac vê-se enredado numa trama que inclui um fabuloso dirigível, um padre ambicioso e uma sedutora espiã portuguesa - tudo sob a atmosfera agitada da Belle Époque carioca. Leia +
BORGES E OS ORANGOTANGOS ETERNOS
Luis Fernando Verissimo
Após conhecer seu ídolo Jorge Luis Borges em Buenos Aires, o cinqüentão solitário Vogelstein vê-se no centro de um crime que envolve demônios arcanos, a cabala e a possibilidade de destruição da humanidade. Humor e inteligência nessa história em que os sinais do crime estão sempre à vista. A questão é como vê-los. Leia +
OS LEOPARDOS DE KAFKA
Moacyr Scliar
Com seu humor característico, Scliar conta a história de um jovem russo que, em 1916, deixa sua aldeia para cumprir uma missão revolucionária a mando de Trotski. Por engano, ele recebe um texto de Kafka e o entende como uma mensagem cifrada. A situação kafkiana que se cria terá desdobramentos até no Brasil do golpe militar. Leia +
MEDO DE SADE
Bernardo Carvalho
Um homem é acusado de ter matado uma pessoa que participou com ele de uma orgia. Como não se lembra de nada, vai parar num manicômio. Convencido de que é vítima de um mal-entendido, tenta dar nexo às imagens confusas de sua memória, conversando com o interno que está trancado com ele numa cela escura. Leia +
A MORTE DE RIMBAUD
Leandro Konder
Um milionário apaixonado por literatura francesa resolve sustentar cinco escritores que julga muito talentosos. Passa a chamá-los pelo nome de grandes autores franceses. Um deles, Rimbaud, aparece morto. Primeiro livro de ficção do filósofo Leandro Konder. Leia +
STEVENSON SOB AS PALMEIRAS
Alberto Manguel
Elaboração ficcional dos últimos dias de R. L. Stevenson nas ilhas Samoa. Manguel constrói uma espécie de redoma erótica e, dentro dela, explora as tensões entre o recato e a desinibição, entre o pecado e a simplicidade, entre fato e ficção. Leia +
Autor
Faça seu cadastro no Grupo Companhia das Letras e personalize sua experiência


Grupo Companhia das Letras

Editora Schwarcz S.A. - São Paulo
Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32
04532-002 - São Paulo - SP
Telefone: 11 3707-3500
Fax: 11 3707-3501
Editora Schwarcz S.A. - Rio de Janeiro
Praça Floriano, 19, sala 3001
20031-050 - Rio de Janeiro - RJ
Telefone: 21 3993-7510
Todos os direitos reservados 2017