Livro acessível
Títulos / Companhia das Letras / MEDO DE SADE
Clique para ampliar
Companhia das Letras
MEDO DE SADE
Livro
R$ 49,90
Fechar
Escolha um vendedor
#MEDODESADE
Um homem é acusado de ter matado uma pessoa que participou com ele de uma orgia. Como não se lembra de nada, vai parar num manicômio. Convencido de que é vítima de um mal-entendido, tenta dar nexo às imagens confusas de sua memória, conversando com o interno que está trancado com ele numa cela escura.
Apresentação
Um barão libertino, sobrevivente da Revolução francesa, acorda de uma noite de orgia da qual nada se lembra. Está cercado de guardas que o acusam de assassinato. Uma pessoa morreu durante o festim noturno. Suspeito do crime sem nem ao menos saber quem é a vítima, o barão é internado no hospício de Charenton, onde o marquês de Sade passou os últimos anos de sua vida, encenando peças teatrais com os loucos. Para descobrir quem morreu e quem matou, o barão pede ajuda à astúcia e à inteligência do marquês. Mas, se soubesse aonde essa investigação o levaria, se soubesse o que acabaria descobrindo com o auxílio de Sade, provavelmente nunca teria pedido sua ajuda.
Medo de Sade é o quarto título da Coleção Literatura ou Morte.
Ficha Técnica
Título original: MEDO DE SADE
Capa: Marcello Serpa
Páginas: 112
Formato: 14.00 X 21.00 cm
Peso: 0.170 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 28/04/2000
ISBN: 9788535900019
Selo: Companhia das Letras
Série
BILAC VÊ ESTRELAS
Ruy Castro
Nesta sua estréia na ficção, Ruy Castro envolve Olavo Bilac num caso hilariante de espionagem industrial. Ao investigar a possível morte de seu amigo José do Patrocínio, Bilac vê-se enredado numa trama que inclui um fabuloso dirigível, um padre ambicioso e uma sedutora espiã portuguesa - tudo sob a atmosfera agitada da Belle Époque carioca. Leia +
BORGES E OS ORANGOTANGOS ETERNOS
Luis Fernando Verissimo
Após conhecer seu ídolo Jorge Luis Borges em Buenos Aires, o cinqüentão solitário Vogelstein vê-se no centro de um crime que envolve demônios arcanos, a cabala e a possibilidade de destruição da humanidade. Humor e inteligência nessa história em que os sinais do crime estão sempre à vista. A questão é como vê-los. Leia +
OS LEOPARDOS DE KAFKA
Moacyr Scliar
Com seu humor característico, Scliar conta a história de um jovem russo que, em 1916, deixa sua aldeia para cumprir uma missão revolucionária a mando de Trotski. Por engano, ele recebe um texto de Kafka e o entende como uma mensagem cifrada. A situação kafkiana que se cria terá desdobramentos até no Brasil do golpe militar. Leia +
MEDO DE SADE
Bernardo Carvalho
Um homem é acusado de ter matado uma pessoa que participou com ele de uma orgia. Como não se lembra de nada, vai parar num manicômio. Convencido de que é vítima de um mal-entendido, tenta dar nexo às imagens confusas de sua memória, conversando com o interno que está trancado com ele numa cela escura. Leia +
A MORTE DE RIMBAUD
Leandro Konder
Um milionário apaixonado por literatura francesa resolve sustentar cinco escritores que julga muito talentosos. Passa a chamá-los pelo nome de grandes autores franceses. Um deles, Rimbaud, aparece morto. Primeiro livro de ficção do filósofo Leandro Konder. Leia +
STEVENSON SOB AS PALMEIRAS
Alberto Manguel
Elaboração ficcional dos últimos dias de R. L. Stevenson nas ilhas Samoa. Manguel constrói uma espécie de redoma erótica e, dentro dela, explora as tensões entre o recato e a desinibição, entre o pecado e a simplicidade, entre fato e ficção. Leia +
Autor

Assine a newsletter da Companhia