Livro acessível
0
Carrinho
Clique para ampliar
#AMULETO
Lançado originalmente em 1999, este é o primeiro livro de Roberto Bolaño publicado após o estrondoso sucesso de seu Os detetives selvagens, que lhe garantiu por unanimidade o Prêmio Rómulo Gallegos, maior distinção literária da prosa hispano-americana.
Apresentação
O episódio que desencadeia o fluxo narrativo em Amuleto, baseado em fatos reais, foi extraído de Os detetives selvagens, obra-prima de Roberto Bolaño. Trata-se da invasão do campus da Universidade Nacional Autônoma do México pelas tropas do exército, nos agitados dias de 1968. E da resistência silenciosa de uma personagem que, escondida no banheiro feminino da Faculdade de Filosofia e Letras por muitos dias, escapa da fúria repressora dos invasores. Esta personagem - um misto de artista meio hippie, louca e andarilha - é a imigrante uruguaia Auxilio Lacouture, auto-intitulada "mãe dos poetas e da poesia mexicana".
Mas a genialidade de Bolaño em Amuleto é transfigurar essa personagem lendária e convertê-la em narradora na primeira pessoa. É a única narradora feminina em toda a sua obra, e seu relato configura uma homenagem aos poetas e artistas do México, mexicanos ou exilados espanhóis e latino-americanos. E uma elegia, também, a todos os jovens latino-americanos mortos na resistência às várias ditaduras instaladas no continente. Para conseguir esse intento, sua prosa torna-se altamente poética.
Ficha Técnica
Título original: AMULETO
Tradução: Eduardo Brandão
Capa: warrakloureiro
Páginas: 136
Formato: 14.00 X 21.00 cm
Peso: 0.202 kg
Acabamento: Brochura
Lançamento: 05/12/2008
ISBN: 9788535913637
Selo: Companhia das Letras
Autor

Assine a newsletter da Companhia