Home | Livros | Companhia das Letras | INJUSTIÇADOS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

INJUSTIÇADOS

Execuções de militantes nos tribunais revolucionários durante a ditadura

Lucas Ferraz

R$ 74,90

/ À vista

Apresentação

Quatro casos dramáticos de justiçamento que revelam um lado polêmico e pouco conhecido dos anos de chumbo do Brasil.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Injustiçados

Lucas Ferraz

R$ 74,90

Companhia das Letras

Anos de chumbo e outros contos

Chico Buarque

R$ 71,91

Zahar

Passados presentes

Rodrigo Patto Sá Motta

R$ 79,90

Preço total de

R$ 226,71

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Anos de chumbo e outros contos

Chico Buarque

R$ 71,91

Zahar

Passados presentes

Rodrigo Patto Sá Motta

R$ 79,90

Zahar

O espírito militar

Celso Castro

R$ 79,90

Zahar

Tornar-se negro

Neusa Santos Souza

R$ 59,90

Companhia das Letras

Vida, morte e outros detalhes

Boris Fausto

R$ 69,90

Companhia das Letras

Banzeiro òkòtó

Eliane Brum

R$ 84,90

Ficha Técnica

Páginas: 256 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.317 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 22/10/2021
ISBN: 978-65-5921-321-4 Selo: Companhia das Letras Capa: Kiko Farkas Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Quatro casos dramáticos de justiçamento que revelam um lado polêmico e pouco conhecido dos anos de chumbo do Brasil.

Injustiçados trata de um assunto tabu que passou as últimas décadas no limbo da história brasileira: as execuções que ocorreram dentro dos grupos de luta armada durante a ditadura militar. Tendo como fio condutor os casos de quatro militantes injustamente considerados traidores do movimento revolucionário, Lucas Ferraz faz um corajoso relato de um tema que até hoje é motivo de disputa e silenciamento.
Com base em documentos, cartas e depoimentos de guerrilheiros, familiares das vítimas e militares, o autor narra os justiçamentos cometidos dentro da guerrilha e seu contexto -- as infiltrações dos serviços secretos do regime, a disparidade de poder entre a repressão e a guerrilha, e seus personagens-chave.
Mais importante, Ferraz recupera a história e o nome das vítimas: Márcio Toledo, Carlos Alberto Cardoso, Francisco Alvarenga e Salatiel Rolim. Julgados à revelia, condenados à morte e assassinados por seus próprios companheiros, eles ganham aqui finalmente uma memória histórica. 

Sobre o autor