Home | Livros | Zahar | O JOGO DA LINGUAGEM
CLIQUE PARA AMPLIAR

O JOGO DA LINGUAGEM

A improvisação que mudou o mundo

Morten H. Christiansen e Nick Chater
Tradução: Berilo Vargas

R$ 99,90

/ À vista

Apresentação

Revisitando tudo o que pensávamos saber sobre linguagem, este livro revolucionário apresenta um ponto de vista totalmente original para explicar o surgimento dessa que talvez seja nossa maior conquista. Uma história tão notável quanto a da origem da vida.

Frequentemente comprados juntos

Zahar

O jogo da linguagem

Morten H. Christiansen e Nick Chater

R$ 99,90

Companhia das Letras

Homenagem à Catalunha

George Orwell

R$ 67,90

Companhia das Letrinhas

O pato, a morte e a tulipa

Wolf Erlbruch

R$ 64,90

Preço total de

R$ 232,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Ficha Técnica

Título original: The Language Game (The Descent Of Language) Páginas: 392 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.478 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 15/05/2023
ISBN: 978-65-5979-105-7 Selo: Zahar Capa: Nik Neves Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Revisitando tudo o que pensávamos saber sobre linguagem, este livro revolucionário apresenta um ponto de vista totalmente original para explicar o surgimento dessa que talvez seja nossa maior conquista. Uma história tão notável quanto a da origem da vida.

Embora suas ramificações alcancem tudo que fazemos, a linguagem é ainda profundamente intrigante. O que há no cérebro humano que a torna possível? Como é que simples sons e gestos podem transmitir significado? Por que não falamos todos a mesma língua?
Morten H. Christiansen e Nick Chater, duas das maiores referências na ciência cognitiva hoje, argumentam que o avanço na busca de respostas para essas e outras perguntas tem sido prejudicado por um erro fundamental: a linguagem não diz respeito a gramáticas fixas, como muitos pesquisadores vinham acreditando, mas à liberdade quase total -- algo como um jogo de mímica. É um processo que pode se desenvolver em muitas direções e que levou à inacreditável diversidade linguística que conhecemos, alterando a natureza da evolução.
Com exemplos claros e fascinantes, os autores mostram que as línguas estão em fluxo permanente e que é muito provável que a linguagem tenha sido inventada e reinventada inúmeras vezes ao longo dos tempos. Explicam também como se aprende uma língua e por que é tão difícil para a inteligência artificial imitar a comunicação verdadeiramente humana.
Em O jogo da linguagem, veremos que a única restrição real à comunicação é a nossa imaginação.


"Maravilhosamente claro [...] Divertidamente persuasivo." -- Richard Dawkins

Sobre o autor