Home | Livros | Companhia das Letras | O PENSAMENTO ÁRABE NA ERA LIBERAL - 1798-1939
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O PENSAMENTO ÁRABE NA ERA LIBERAL - 1798-1939

Albert Hourani
Tradução: Rosaura Eichenberg

Apresentação

Albert Hourani analisa o impacto das sociedades européias na cultura muçulmana, por meio das discussões travadas por líderes intelectuais e religiosos do mundo árabe. O debate, acompanhado de dentro, dá ao leitor uma visão mais próxima - e talvez inédita - da questão muçulmana.

Você pode gostar também de

Companhia de Bolso

Uma história dos povos árabes

Albert Hourani

R$ 69,90

Companhia das Letras

A imagem do mundo

Arkan Simaan Joëlle Fontaine

R$ 69,90

Indisponível

Companhia das Letras

A pintura da vida moderna

T. J. Clark

R$ 102,90

Indisponível

Companhia das Letras

Breve história de quase tudo

Bill Bryson

R$ 99,90

Companhia das Letras

Liquidação

Imre Kertész

R$ 59,90

Indisponível

Companhia das Letras

O sagrado selvagem

Roger Bastide

R$ 54,90

Indisponível

Companhia das Letras

Machado de Assis historiador

Sidney Chalhoub

R$ 89,90

Companhia das Letras

CAUSAS NADA NATURAIS

P. D. James

R$ 59,90

Indisponível

Companhia das Letras

A guerra das imagens

Serge Gruzinski

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Os anos do condor

John Dinges

R$ 77,90

Indisponível

Zahar

Os árabes

Eugene Rogan

R$ 159,90

Ficha Técnica

Título original: Arabic thought in the liberal age - 1798-1939 Páginas: 440 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.675 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 31/01/2005
ISBN: 978-85-3590-595-3 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Albert Hourani analisa o impacto das sociedades européias na cultura muçulmana, por meio das discussões travadas por líderes intelectuais e religiosos do mundo árabe. O debate, acompanhado de dentro, dá ao leitor uma visão mais próxima - e talvez inédita - da questão muçulmana.

A civilização muçulmana fez frente à européia - e muitas vezes sobre ela prevaleceu - até o século XVIII, quando o desenvolvimento da ciência e a revolução industrial alicerçaram o predomínio econômico e a prepotência política dos países ocidentais.
O pensamento árabe na era liberal é uma meticulosa análise das lutas culturais que envolveram os líderes intelectuais e religiosos mulçumanos, à medida que se tornava cada vez mais difícil ignorar os processos de mudança que vinham da Europa e deixar de reagir a eles de alguma maneira. O livro trata da reação daqueles que viam o crescimento do poder europeu e a difusão das novas idéias como um desafio a que tinham de responder pela mudança, numa certa direção, de suas próprias sociedades e dos sistemas de crenças e valores que lhes davam legitimidade, por meio da aceitação de algumas das idéias e instituições da Europa moderna.
Isso, é claro, criava problemas de diferentes tipos. Que idéias deveriam aceitar? Se as aceitassem, poderiam permanecer fiéis também a suas crenças e valores herdados? Em que sentido, se é que em algum, ainda continuariam muçulmanos e árabes? Um debate que começava no nível das instituições políticas ou das leis poderia acabar questionando a identidade dos homens e das mulheres e suas crenças acerca da vida humana.

Sobre o autor