Home | Livros | Companhia das Letras | O SAGRADO SELVAGEM
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O SAGRADO SELVAGEM

Roger Bastide
Tradução: Dorothée de Bruchard

Apresentação

A necessidade humana do divino é investigada neste livro em textos de formatos variados, construídos entre leituras, recordações de infância e pesquisas antropológicas.

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O candomblé da Bahia

Roger Bastide

R$ 79,90

Indisponível

Companhia das Letras

Homens sábios e suas histórias

Elie Wiesel

R$ 82,90

Indisponível

Companhia das Letras

Caminhos de Kiarostami

Jean-Claude Bernardet

R$ 62,90

Companhia das Letras

A imagem do mundo

Arkan Simaan Joëlle Fontaine

R$ 69,90

Indisponível

Companhia das Letras

Shalimar, o equilibrista

Salman Rushdie

R$ 82,90

Companhia das Letras

O pensamento árabe na era liberal - 1798-1939

Albert Hourani

R$ 74,90

Indisponível

Companhia das Letras

Rebelião escrava no Brasil

João José Reis

R$ 114,90

Indisponível

Companhia das Letras

Humanismo e crítica democrática

Edward W. Said

R$ 62,90

Indisponível

Companhia de Bolso

História do medo no ocidente, 1300-1800

Jean Delumeau

R$ 54,90

Ficha Técnica

Título original: Le sacré sauvage Páginas: 280 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.353 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 24/04/2006
ISBN: 978-85-3590-819-0 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

A necessidade humana do divino é investigada neste livro em textos de formatos variados, construídos entre leituras, recordações de infância e pesquisas antropológicas.

Publicada em 1975, esta coletânea do consagrado intelectual francês Roger Bastide reúne conferências, ensaios e artigos de diferentes momentos da trajetória do autor. As análises dos mitos, dos sonhos, da possessão, entre outros, encontram-se articuladas pela idéia de um "sagrado selvagem", aquele que escapa ao controle das instituições religiosas, e que se encontra nas artes, nos sonhos, nos movimentos revolucionários e nas mitologias modernas.
A importância e atualidade da obra de Bastide podem ser aferidas pela republicação de seus livros, na França e no Brasil, assim como pelo interesse renovado dos estudiosos. No Brasil, ele foi responsável pela formação de nomes importantes da sociologia (Florestan Fernandes e Maria Isaura Pereira de Queiroz) e crítica literária (Antonio Candido e Gilda de Mello e Souza).

Sobre o autor