Home | Livros | Companhia das Letras | HIBISCO ROXO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

HIBISCO ROXO

Chimamanda Ngozi Adichie
Tradução: Julia Romeu

R$ 69,90

/ À vista

Apresentação

Em um romance que mistura autobiografia e ficção, Chimamanda Ngozi Adichie - uma das mais aclamadas escritoras africanas da atualidade - traça, de forma sensível e surpreendente, um panorama social, político e religioso da Nigéria atual.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Hibisco roxo

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 69,90

Companhia das Letras

O anel de Giges

Eduardo Giannetti

R$ 84,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 63,67

Preço total de

R$ 218,47

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Quadrinhos na Cia

1984 (Edição em quadrinhos)

George Orwell

R$ 114,90

Objetiva

Arriscando a própria pele

Nassim Nicholas Taleb

R$ 79,90

Quadrinhos na Cia

Persépolis (completo)

Marjane Satrapi

R$ 89,90

Companhia das Letras

O novo Iluminismo

Steven Pinker

R$ 99,90

Pequena Zahar

Diário de Pilar no Egito

Flávia Lins E Silva

R$ 59,90

Indisponível

Objetiva

Flow (Edição revista e atualizada)

Mihaly Csikszentmihalyi

R$ 84,90

Companhia das Letras

Meio sol amarelo (Nova capa)

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 94,90

Pequena Zahar

Diário de Pilar na Grécia

Flávia Lins E Silva

R$ 59,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: Purple hibiscus Páginas: 328 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.394 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 18/05/2011
ISBN: 978-85-3591-850-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Em um romance que mistura autobiografia e ficção, Chimamanda Ngozi Adichie - uma das mais aclamadas escritoras africanas da atualidade - traça, de forma sensível e surpreendente, um panorama social, político e religioso da Nigéria atual.

Protagonista e narradora de Hibisco roxo, a adolescente Kambili mostra como a religiosidade extremamente "branca" e católica de seu pai, Eugene, famoso industrial nigeriano, inferniza e destrói lentamente a vida de toda a família. O pavor de Eugene às tradições primitivas do povo nigeriano é tamanho que ele chega a rejeitar o pai, contador de histórias encantador, e a irmã, professora universitária esclarecida, temendo o inferno. Mas, apesar de sua clara violência e opressão, Eugene é benfeitor dos pobres e, estranhamente, apoia o jornal mais progressista do país.
Durante uma temporada na casa de sua tia, Kambili acaba se apaixonando por um padre que é obrigado a deixar a Nigéria, por falta de segurança e de perspectiva de futuro. Enquanto narra as aventuras e desventuras de Kambili e de sua família, o romance também apresenta um retrato contundente e original da Nigéria atual, mostrando os remanescentes invasivos da colonização tanto no próprio país, como, certamente, também no resto do continente.

"Uma história sensível e delicada sobre uma jovem exposta à intolerância religiosa e ao lado obscuro da sociedade nigeriana." - J.M. Coetzee

Sobre o autor

Material para o professor

Vídeo