Home | Livros | Companhia das Letras | A ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A ESPECULAÇÃO IMOBILIÁRIA

Italo Calvino
Tradução: Maurício Santana Dias

R$ 54,90

/ À vista

Apresentação

A especulação imobiliária é tida como a melhor sátira que a literatura italiana produziu sobre o boom econômico vivido pelo país a partir de meados dos anos 1950. Neste romance breve, Italo Calvino não deixa de fora nenhum aspecto daquela nova Itália que ia crescendo e se desfigurando a passos largos.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

A especulação imobiliária

Italo Calvino

R$ 54,90

Companhia das Letras

O fazedor

Jorge Luis Borges

R$ 54,90

Companhia das Letras

Contemplação / O foguista

Franz Kafka

R$ 52,90

Preço total de

R$ 162,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

As cidades invisíveis

Italo Calvino

R$ 62,90

Companhia das Letras

A trilha dos ninhos de aranha

Italo Calvino

R$ 62,90

Companhia das Letras

Contemplação / O foguista

Franz Kafka

R$ 52,90

Companhia das Letras

Mundo escrito e mundo não escrito

Italo Calvino

R$ 72,90

Companhia das Letras

Se um viajante numa noite de inverno

Italo Calvino

R$ 72,90

Companhia das Letras

O dia de um escrutinador

Italo Calvino

R$ 49,90

Indisponível

Companhia das Letras

Coleção de areia

Italo Calvino

R$ 62,90

Companhia das Letras

Dentro da baleia e outros ensaios

George Orwell

R$ 54,90

Ficha Técnica

Título original: La speculazione edilizia Páginas: 120 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.189 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 26/08/2011
ISBN: 978-85-3591-938-7 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

A especulação imobiliária é tida como a melhor sátira que a literatura italiana produziu sobre o boom econômico vivido pelo país a partir de meados dos anos 1950. Neste romance breve, Italo Calvino não deixa de fora nenhum aspecto daquela nova Itália que ia crescendo e se desfigurando a passos largos.

O protagonista de A especulação imobiliária, o sr. Anfossi, espécie de alter ego do autor, é um intelectual em crise com suas ideias, que volta à sua cidade natal, na Riviera da Ligúria, para incorporar um imóvel - o que, por motivos óbvios, acaba complicando ainda mais sua vida.
Incapaz de lidar com os problemas da vida prática, Anfossi acaba envolvido numa série interminável de problemas causados por seu antagonista, o sr. Caisotti, construtor trambiqueiro e inescrupuloso.
Em meio a uma legião de advogados, engenheiros, funcionários públicos e operários, Anfossi e sua família assistem impotentes ao desenrolar dos fatos. O fracasso da empreitada, porém, convive com o sucesso dos agentes que contribuíram para transformar a nova Itália num paraíso de arrivistas, negociatas e do turismo de massa. O velho e pacato balneário se transforma, assim, no inferno populoso e kitsch retratado no livro.
Sem conseguir realizar-se nem no campo das ideias, ao anti-herói deste romance ao mesmo tempo cômico e amargo resta a alternativa improvável de reinventar para si um novo modo de sobrevivência neste mundo que muda vertiginosamente.