Home | Livros | Companhia das Letras | O LIVRO DAS SEMELHANÇAS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O LIVRO DAS SEMELHANÇAS

Ana Martins Marques

R$ 59,90

R$ 50,92

/ À vista

Apresentação

O livro das semelhanças, obra de uma das mais aclamadas poetas brasileiras contemporâneas, é um acontecimento raro em nossa cena literária.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

O livro das semelhanças

Ana Martins Marques

R$ 50,92

Companhia das Letras

Risque esta palavra

Ana Martins Marques

R$ 53,91

Companhia das Letras

A vida submarina

Ana Martins Marques

R$ 55,17

Preço total de

R$ 160,00

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques

R$ 59,90

Companhia das Letras

Um útero é do tamanho de um punho

Angélica Freitas

R$ 49,90

Companhia das Letras

Pequena coreografia do adeus

Aline Bei

R$ 58,41

Companhia das Letras

Para o meu coração num domingo

Wislawa Szymborska

R$ 89,90

Companhia das Letras

A vida não é útil

Ailton Krenak

R$ 44,90

Companhia das Letras

Poética

Ana Cristina Cesar

R$ 99,90

Indisponível

Companhia das Letras

Ideias para adiar o fim do mundo (Nova edição)

Ailton Krenak

R$ 44,90

Ficha Técnica

Páginas: 112 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.17 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 12/08/2015
ISBN: 978-85-3592-619-4 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

O livro das semelhanças, obra de uma das mais aclamadas poetas brasileiras contemporâneas, é um acontecimento raro em nossa cena literária.

O livro das semelhanças, obra de uma das mais aclamadas poetas brasileiras contemporâneas, é um acontecimento raro em nossa cena literária.

"Houve um tempo em que se usava/ nos livros/ papel de seda para separar/ as palavras e as imagens." Tais versos, como muitos outros deste O livro das semelhanças, expõem com o wit e a delicadeza característicos da autora esse tatear entre as palavras e as coisas.
Em outro poema, significativamente intitulado "Não sei fazer poemas sobre gatos", a autora admite - com graça e um certo veneno - que as palavras "soltam-se ou/ saltam/ não capturam do gato/ nem a cauda", para depois concluir, com autoironia devastadora: "sobre a mesa/ quieta e quente/ a folha recém-impressa/ página branca com manchas negras:/ eis o meu poema sobre gatos".
Pois graças a esses e a outros textos, esta nova reunião dos poemas de Ana Martins Marques parece ser a culminação de um dos caminhos mais relevantes da lírica brasileira dos últimos anos. Estão aqui, com uma força que já podia ser antecipada em seus livros anteriores, peças que versam, sobretudo, a respeito da tentativa - sempre temerária, mas também desafiadora - de recuperar o mundo e as coisas por meio da palavra. Porém a autora sabe que vivemos tempos fraturados, em que experimentamos aquilo que poderia ser nomeado como uma certa falência da mimese, pois traduzir o real literariamente é deparar com o abismo que se interpõe entre o mundo sensível e a folha em branco. E Ana desconfia do quanto isso tem de frágil, de problemático - e de igualmente fascinante.
Dividido em quatro seções ("Livro", "Cartografias", "Visitas ao lugar-comum" e "O livro das semelhanças"), esta obra desperta o leitor para o prazer sempre iluminador e sensível de uma das vozes mais originais da poesia brasileira. Do amor à percepção de que há um espaço - geográfico, quase - para o lugar-comum, do entendimento da precariedade do nosso tempo no mundo à graça (mineira, matreira) proporcionada pela memória: eis uma poeta que nos fala diretamente. Ou, como diz em um de seus versos: "Ainda que não te fossem dedicadas/ todas as palavras nos livros/ pareciam escritas para você".

* Leitura obrigatória do vestibular da UFPR.

Sobre o autor