Home | Livros | Companhia das Letras | TOMÁS NEVINSON
CLIQUE PARA AMPLIAR

R$ 179,90

/ À vista
ou em até 3x no crédito de R$ 59,97

Apresentação

O último romance de Javier Marías, aclamado autor de Os enamoramentos e Coração tão branco. O que esperar de alguém quando tudo é volátil e as pessoas mentem, mesmo quando estão convictas de dizer uma verdade imutável?

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Tomás Nevinson

Javier Marías

R$ 179,90

Companhia das Letras

Sr. Loverman

Bernardine Evaristo

R$ 89,90

Companhia das Letras

Grande sertão: veredas

João Guimarães Rosa

R$ 94,41

Preço total de

R$ 364,21

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O gaucho insofrível

Roberto Bolaño

R$ 69,90

Alfaguara

Cidades da planície (Nova edição)

Cormac McCarthy

R$ 79,90

Indisponível

Alfaguara

Coelho maldito

Bora Chung

R$ 59,90

Companhia das Letras

A arte perdida das escrituras

Karen Armstrong

R$ 159,90

Companhia das Letras

Trilogia - Autor vencedor do Nobel de literatura 2023

Jon Fosse

R$ 69,90

Companhia das Letras

Manual prático do ódio

Ferréz

R$ 64,90

Companhia das Letras

Orfeu extático na metrópole (Nova edição)

Nicolau Sevcenko

R$ 99,90

Companhia das Letras

Palmeiras selvagens

William Faulkner

R$ 119,90

Ficha Técnica

Título original: Tomás Nevinson Páginas: 656 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.689 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 20/02/2024
ISBN: 978-85-3593-636-0 Selo: Companhia das Letras Capa: Raul Loureiro Ilustração:

SOBRE O LIVRO

O último romance de Javier Marías, aclamado autor de Os enamoramentos e Coração tão branco. O que esperar de alguém quando tudo é volátil e as pessoas mentem, mesmo quando estão convictas de dizer uma verdade imutável?

Após um longo período dedicado ao serviço secreto, Tomás Nevinson acredita que seus dias de espionagem chegaram ao fim. O reencontro com Berta Isla, mulher por quem segue apaixonado apesar de uma ausência de anos, faz Nevinson se acomodar a uma vida pacata em Madri, onde não enfrenta grandes dificuldades, exceto ter de lidar com ocasionais fantasmas de seu passado.
Essa aposentadoria, contudo, é interrompida quando um destes espectros pede para vê-lo. Trata-se de seu ex-chefe Bertram Tupra, agente experiente e insondável, aparentemente desprovido de qualquer culpa. Ignorando os males que causou a seu antigo subordinado, Tupra convoca-o para uma nova missão: identificar e matar a pessoa responsável por um ataque terrorista perpetrado pelo ETA anos antes. A contragosto, Nevinson aceita a missão.
Último romance escrito por Javier Marías, Tomás Nevinson dialoga não apenas com seu livro irmão Berta Isla, mas também com outras obras consagradas como Coração tão branco e a trilogia Seu rosto amanhã. Caracterizado pela presença de alguns dos temas mais caros ao autor (as fronteiras da identidade, o papel desempenhado pelos segredos e ocultamentos nas relações afetivas) e por seu estilo inconfundível, marcado por longas frases de estrutura intrincada, este livro é o testamento de um dos mais importantes autores de língua espanhola do último século.

Sobre o autor