Home | Livros | Objetiva | JOVENS HERÓIS DA UNIÃO SOVIÉTICA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

JOVENS HERÓIS DA UNIÃO SOVIÉTICA

Uma história de reencontro e um ajuste de contas

Alex Halberstadt
Tradução: Otacílio Nunes

R$ 84,90

/ À vista

Apresentação

Ao enfrentar o passado e repassar sua história familiar, Alex Halberstadt reconta, sob um ponto de vista particular, os anos mais agudos do stalinismo, com seus segredos, repressões e mortes. Jovens heróis da União Soviética é um relato comovente sobre a frágil fronteira entre história e biografia.

Frequentemente comprados juntos

Objetiva

Jovens heróis da União Soviética

Alex Halberstadt

R$ 84,90

Companhia das Letras

Por que escrever?

Philip Roth

R$ 89,90

Objetiva

Em meio à revolução

Helen Rappaport

R$ 104,90

Preço total de

R$ 279,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Por que escrever?

Philip Roth

R$ 89,90

Companhia das Letras

O universo invisível

Lisa Randall

R$ 109,90

Objetiva

O fim de todas as coisas

Katie Mack

R$ 69,90

Companhia das Letras

Motivos e razões para matar e morrer

Reginaldo Prandi

R$ 74,90

Penguin-Companhia

Exílios e poemas

James Joyce

R$ 23,92

Alfaguara

Ritos de passagem

William Golding

R$ 69,90

Companhia das Letras

A metade fantasma

Alan Pauls

R$ 89,90

Zahar

Em busca da África

Manthia Diawara

R$ 89,90

Companhia das Letras

Maldita guerra (Nova edição)

Francisco Doratioto

R$ 129,90

Ficha Técnica

Título original: Young Heroes of the Soviet Union: A Memoir and a Reckoning Páginas: 360 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.439 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 14/03/2022
ISBN: 978-85-4700-148-3 Selo: Objetiva Capa: Guilherme Xavier Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Ao enfrentar o passado e repassar sua história familiar, Alex Halberstadt reconta, sob um ponto de vista particular, os anos mais agudos do stalinismo, com seus segredos, repressões e mortes. Jovens heróis da União Soviética é um relato comovente sobre a frágil fronteira entre história e biografia.

Enquanto buscava reconstituir a história de sua família em meio à repressão do regime stalinista, Alex Halberstadt se deparou com um estudo incomum, que parecia atestar algo em que ele já acreditava: o trauma de uma geração acaba sendo transmitido a seus filhos e netos, mesmo na ausência de contato direto. Ou seja, o passado não sobrevive apenas na memória, mas no corpo. Esse estudo o ajudou a explicar certas experiências vividas e compartilhadas pelas últimas três gerações de sua família.

Nascido em Moscou e criado em Nova York, desde muito cedo Halberstadt optou por esquecer seu passado russo para, assim, abrir espaço para uma nova língua e novos costumes. Quando os amigos perguntavam sobre sua infância, não conseguia explicar o que significava ter crescido na Rússia e não tinha nada a dizer sobre o pai com quem mal tinha contato, o avô que não conhecia e a língua nativa que lhe era cada vez mais estranha.

No entanto, o passado volta para assombrá-lo em sonhos insistentes e perturbadores e em medos infundados. É quando ele decide, então, ir atrás de sua verdadeira história. Na Ucrânia, encontra o avô paterno – provavelmente o último guarda-costas vivo de Stálin. Revisita, na Lituânia, a casa de sua mãe judia e vasculha o legado do Holocausto e do antissemitismo que permanece insepulto. Por fim, volta para sua cidade natal, Moscou, onde a avó desenhava roupas para as esposas de ministros soviéticos, a mãe consolava dissidentes em um hospital psiquiátrico e o pai ganhava a vida vendendo discos americanos no mercado clandestino. Ao construir esse relato tão particular de uma família de imigrantes, Halberstadt vai além e reconta, com maestria, um dos períodos mais sombrios da história recente.

"Não é só o registro das dores de uma família: é uma narrativa impactante sobre ditadura, guerra e genocídio." – The Guardian

"Este livro é um triunfo." – Andrew Solomon, autor de O demônio do meio-dia

Sobre o autor