Home | Livros | Companhia das Letrinhas | O LIVRO QUE NÃO QUERIA SABER DE RIMAS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

O LIVRO QUE NÃO QUERIA SABER DE RIMAS

Autor: Fernando Nuno
Ilustrador: Cris Eich

Apresentação

Este livro é muito diferente das outras obras de poesia que você conhece. Todo rimado, ele conta a história de outro livro: o que não queria nem ouvir falar em poesia, muito menos em rimas. A segunda parte apresenta elementos da poética, como o ritmo, a métrica, a aliteração, o haicai etc.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letrinhas

O livro que não queria saber de rimas

Fernando Nuno

R$ 64,90

Companhia das Letrinhas

Soltei o pum na escola!

Blandina Franco

R$ 39,92

Companhia das Letrinhas

A revolta das palavras

José Paulo Paes

R$ 54,90

Preço total de

R$ 159,72

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

Malala, a menina que queria ir para a escola

Adriana Carranca

R$ 43,92

Companhia das Letrinhas

Onda (Nova edição)

Suzy Lee

R$ 69,90

Companhia das Letrinhas

O conto do carpinteiro

Iban Barrenetxea

R$ 47,92

Companhia das Letrinhas

O quintal da minha casa

Fernando Nuno

R$ 47,92

Companhia das Letrinhas

Histórias de antigamente

Patricia Auerbach

R$ 59,90

Companhia das Letrinhas

As improváveis aventuras de Mabel Jones

Will Mabbitt

R$ 47,92

Ficha Técnica

Título original: O livro que não queria saber de rimas Páginas: 56 Formato: 15.50 X 20.60 cm Peso: 0.153 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 24/06/2016
ISBN: 978-85-7406-723-0 Selo: Companhia das Letrinhas Ilustração: Cris Eich

SOBRE O LIVRO

Este livro é muito diferente das outras obras de poesia que você conhece. Todo rimado, ele conta a história de outro livro: o que não queria nem ouvir falar em poesia, muito menos em rimas. A segunda parte apresenta elementos da poética, como o ritmo, a métrica, a aliteração, o haicai etc.

Este livro, inteirinho em versos rimados, conta a história de um outro livro, que não quer saber de rimas nem de poesia de nenhum tipo. Mesmo assim, as rimas insistem em aparecer o tempo todo, com o objetivo de tomar o espaço das páginas com o ritmo de seus poemas. O fim da história, em que a poesia rimada e o livro se encontram e se defrontam, é surpreendente e completamente original. Na segunda parte de O livro que não queria saber de rimas, os pequenos leitores poderão conhecer vários recursos que possibilitam escrever sua própria poesia, como o ritmo, a métrica, a divisão em estrofes e o aspecto gráfico, o poema em imagens, a aliteração, o haicai, o cordel etc.

*Escolhido um dos 10 livros infantojuvenis do ano em 2016 pelo blogue Era Outra Vez, da Folha de S.Paulo. *

Sobre o autor