CLIQUE PARA AMPLIAR

Apresentação

Antologia de um dos maiores poetas americanos do século XX. Sua poesia alia procedimentos pictóricos de influência oriental a uma aguda observação da natureza, de cujos processos criadores procura retirar lições de invenção estética.

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

A cidade esquecida e outros poemas (Nova edição)

William Carlos Williams

R$ 99,90

Companhia das Letras

Poemas

W. B. Yeats

R$ 36,00

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

Wallace Stevens

R$ 47,90

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

Marianne Moore

R$ 44,90

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

Gerard Manley Hopkins

R$ 39,00

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

W. H. Auden

R$ 62,90

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

Friedrich Hölderlin

R$ 42,00

Indisponível

Companhia das Letras

Os anos vinte

Edmund Wilson

R$ 57,00

Indisponível

Companhia das Letras

O imperador do sorvete e outros poemas

Wallace Stevens

R$ 62,90

Companhia das Letras

O curto verão da anarquia

Hans Magnus Enzensberger

R$ 57,00

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

Rainer Maria Rilke

R$ 49,90

Indisponível

Companhia das Letras

Poemas

Adonis

R$ 67,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: Selected poems Páginas: 272 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.321 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 18/10/1987
ISBN: 978-85-8509-551-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Antologia de um dos maiores poetas americanos do século XX. Sua poesia alia procedimentos pictóricos de influência oriental a uma aguda observação da natureza, de cujos processos criadores procura retirar lições de invenção estética.

"Williams torce o pescoço da estética tradicional; a arte não imita a natureza, imita seus procedimentos criativos."Octavio Paz"Se pudéssemos de repente refazer o mundo tendo como base nossa própria inteligência, vê-lo claramente e representá-lo sem languidez ou obscuridade, os poemas de Williams aí teriam um lugar."Wallace Stevens"Sua acuidade visual é surpreendente. Prefere o pormenor à metáfora. Suas franjas de realidade têm contornos bem delineados. Em mais de uma ocasião sua técnica recorda a pictórica, pela qual, por outro lado, teve sempre um grande interesse. Seus melhores poemas nos trazem às vezes à lembrança os grandes desenhistas do Extremo Oriente, especialmente por sua justa economia e pela técnica dos espaços em branco."Hans Magnus Enzensberger

Sobre o autor

Prêmios