CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

ARENDT

Entre o amor e o mal: uma biografia

Ann Heberlein
Tradução: Kristin Lie Garrubo

R$ 72,90

/ À vista

Apresentação

Com uma abordagem totalmente original, este perfil biográfico entrelaça a vida e a obra de Hannah Arendt, autora de obras fundamentais como Origens do totalitarismo e Eichmann em Jerusalém. Inclui posfácio de Heloisa Starling.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Arendt

Ann Heberlein

R$ 72,90

Companhia das Letras

O olho mais azul (Nova edição)

Toni Morrison

R$ 54,32

Companhia das Letras

Ideologias

Gabriela Prioli

R$ 59,90

Preço total de

R$ 187,12

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letrinhas

A parte que falta encontra o grande O

Shel Silverstein

R$ 59,90

Companhia de Bolso

Terra sonâmbula

Mia Couto

R$ 47,90

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 62,90

Companhia das Letras

Freud (1901) - Obras completas volume 5

Sigmund Freud

R$ 99,90

Companhia das Letras

Pequena coreografia do adeus

Aline Bei

R$ 62,90

Companhia de Bolso

Grande sertão: veredas (Edição de bolso)

João Guimarães Rosa

R$ 62,90

Companhia das Letras

Poemas (2006-2014)

Louise Glück

R$ 87,90

Quadrinhos na Cia

Manual do Minotauro

Laerte

R$ 112,90

Ficha Técnica

Título original: On Love and Tyranny: The Life and Politics of Hannah Arendt Páginas: 256 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.317 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 14/05/2021
ISBN: 978-65-5921-056-5 Selo: Companhia das Letras Capa: Violaine Cadinot Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Com uma abordagem totalmente original, este perfil biográfico entrelaça a vida e a obra de Hannah Arendt, autora de obras fundamentais como Origens do totalitarismo e Eichmann em Jerusalém. Inclui posfácio de Heloisa Starling.

A vida de Hannah Arendt se estende por um período imprescindível na história do mundo ocidental, que abrange não apenas a ascensão do regime nazista e as crises da Guerra Fria, mas a formulação de reflexões fundamentais sobre o valor e a culpa da humanidade diante desses episódios. Nesse sentido, suas contribuições intelectuais estão diretamente relacionadas à sua vida, marcada por experiências terríveis, mas também por amor, exílio e saudade.
Em Arendt, Ann Heberlein oferece um retrato inédito que trata desde os temas políticos caros à autora que investigou a "banalidade do mal" até sua vida privada, com seus famosos amantes e amigos, incluindo Heidegger, Benjamin, Beauvoir e Sartre. Eis aqui uma Hannah Arendt atemporal, cujo pensamento permanece cada vez mais relevante mesmo meio século depois.

Sobre o autor