Home | Livros | Companhia das Letras | FLUXO E REFLUXO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

FLUXO E REFLUXO

Do tráfico de escravos entre o golfo do Benim e a Bahia de Todos-os-Santos, do século XVII ao XIX

Pierre Verger
Tradução: Tasso Gadzanis

R$ 139,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 69,95

Apresentação

Grande referência para os estudos do tráfico atlântico que tomaram força nos anos 1980, Fluxo e refluxo ganha agora nova edição pela Companhia das Letras, com posfácio inédito de João José Reis.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Fluxo e refluxo

Pierre Verger

R$ 139,90

Companhia das Letras

Enciclopédia negra

Flávio dos Santos Gomes, Jaime Lauriano e Lilia Moritz Schwarcz

R$ 119,90

Companhia das Letras

Revoltas escravas no Brasil

João José Reis (Org.) e Flávio dos Santos Gomes (Org.)

R$ 114,90

Preço total de

R$ 374,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Alfaguara

Marrom e Amarelo

Paulo Scott

R$ 64,90

Zahar

O Seminário, livro 3

Jacques Lacan

R$ 149,90

Clássicos Zahar

Um estudo em vermelho: edição bolso de luxo

Arthur Conan Doyle

R$ 41,93

Companhia das Letras

Poemas (2006-2014)

Louise Glück

R$ 89,90

Suma

Quatro estações

Stephen King

R$ 99,90

Companhia das Letras

O deus das avencas

Daniel Galera

R$ 59,42

Companhia das Letras

Freud (1901) - Obras completas volume 5

Sigmund Freud

R$ 101,92

Companhia das Letras

Pequena coreografia do adeus

Aline Bei

R$ 64,90

Ficha Técnica

Título original: Flux et reflux: De la traite des nègres entre le Golfe de Bénin et Bahia de Todos os Santos Páginas: 976 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 1.494 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 28/07/2021
ISBN: 978-65-5921-063-3 Selo: Companhia das Letras Capa: Victor Burton Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Grande referência para os estudos do tráfico atlântico que tomaram força nos anos 1980, Fluxo e refluxo ganha agora nova edição pela Companhia das Letras, com posfácio inédito de João José Reis.

Fluxo e refluxo é resultado de quase vinte anos de pesquisa de Pierre Verger. O detalhado e criterioso estudo foi apresentado pela primeira vez na Sorbonne, em 1966, como a tese de doutorado do antropólogo e etnólogo francês. Lançada no Brasil apenas em 1987, a obra rapidamente se tornou um marco historiográfico: a partir de levantamentos feitos na costa da África e de cartas do negreiro José Francisco dos Santos, conhecido como Alfaiate, Verger reconstrói a rota de compra e venda de escravos entre a Bahia e o golfo do Benim no período da colonização portuguesa, e recupera os desdobramentos culturais dessa relação comercial.
"Apesar dessas duas comunidades terem praticamente perdido contato a partir do início do século XX, seus integrantes tornaram-se, em termos culturais, africanos do Brasil e brasileiros da África", diz Pierre Verger. Cinco décadas após seu lançamento na França, Fluxo e refluxo se prova indispensável para se compreender a história do tráfico, da escravidão e do Atlântico.

Sobre o autor