Home | Livros | Alfaguara | MARROM E AMARELO
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

MARROM E AMARELO

Paulo Scott

R$ 57,90

/ À vista

Apresentação

Um romance impactante, sem paralelos na literatura contemporânea, sobre dois irmãos marcados pela discriminação racial no Brasil. Indicado ao International Booker Prize. Prêmio Jabuti 2023 na categoria Livro brasileiro publicado no exterior.

Frequentemente comprados juntos

Alfaguara

Marrom e Amarelo

Paulo Scott

R$ 57,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 72,90

Alfaguara

Redemoinho em dia quente

Jarid Arraes

R$ 46,32

Preço total de

R$ 177,12

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Clássicos Zahar

Um estudo em vermelho: edição bolso de luxo

Arthur Conan Doyle

R$ 52,90

Zahar

Linguagem do espírito

Jan Swafford

R$ 104,90

Zahar

Outros escritos

Jacques Lacan

R$ 179,90

Zahar

O Seminário, livro 3

Jacques Lacan

R$ 139,90

Companhia das Letras

Memorial do Convento (Nova edição)

José Saramago

R$ 72,90

Alfaguara

Morte e vida Severina

João Cabral de Melo Neto

R$ 69,90

Suma

Quatro estações

Stephen King

R$ 87,90

Companhia das Letras

O homem que confundiu sua mulher com um chapéu

Oliver Sacks

R$ 82,90

Companhia das Letras

O avesso da pele - Vencedor Jabuti 2021

Jeferson Tenório

R$ 72,90

Objetiva

Maria Bonita

Adriana Negreiros

R$ 59,90

Ficha Técnica

Páginas: 160 Formato: 15.00 X 23.40 cm Peso: 0.3 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 12/08/2019
ISBN: 978-85-5652-091-3 Selo: Alfaguara Capa: Alceu Chiesorin Nunes Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um romance impactante, sem paralelos na literatura contemporânea, sobre dois irmãos marcados pela discriminação racial no Brasil. Indicado ao International Booker Prize. Prêmio Jabuti 2023 na categoria Livro brasileiro publicado no exterior.

Os irmãos Federico e Lourenço são muito diferentes. Federico, um ano mais velho, é grande, calado e carrega uma raiva latente. Lourenço é bonito, joga basquete e é "muito gente boa". Federico é claro, "de cabelo lambido". Lourenço é preto. Filhos de pai preto, célebre diretor-geral do instituto de perícia do Rio Grande do Sul, eles crescem sob a pressão da discriminação racial. Lourenço tenta enfrentá-la com naturalidade, e Federico se torna um incansável ativista das questões raciais.

Federico, o narrador desta história, foi moldado na violência dos subúrbios de Porto Alegre. Carrega uma dor que vem da incompletude nas relações amorosas e, sobretudo, dos enfrentamentos raciais em que não conseguiu se posicionar como achava que deveria.

Agora, com 49 anos, é chamado para uma comissão em Brasília, instituída pelo novo governo, para discutir o preenchimento das cotas raciais nas universidades. Em meio a debates tensos e burocracias absurdas, ele se recorda de eventos traumáticos da infância e da juventude. E as lembranças, agora, voltam para acossá-lo.

Marrom e amarelo é um livro que retrata diferentes aspectos de um Brasil distópico, conflagrado, da inércia do comando político à crônica tensão racial de toda a sociedade. É um romance preciso, que nos faz mergulhar nos abismos expostos do país.

Sobre o autor