Home | Livros | Companhia das Letras | ANA TERRA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

ANA TERRA

Erico Verissimo

R$ 52,90

/ À vista

Apresentação

Paixão, tragédia e luta marcam a vida de Ana Terra, grande criação de Erico Verissimo e um dos personagens inesquecíveis da literatura brasileira do século XX. Obra de grande força imaginativa, Ana Terra pertence à trilogia O tempo e o vento.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Ana terra

Erico Verissimo

R$ 52,90

Companhia das Letras

Um certo capitão Rodrigo

Erico Verissimo

R$ 52,90

Companhia das Letras

Capitães da areia

Jorge Amado

R$ 67,90

Preço total de

R$ 173,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

Um certo capitão Rodrigo

Erico Verissimo

R$ 52,90

Paralela

After

Anna Todd

R$ 69,90

Indisponível

Companhia das Letras

Olhai os lírios do campo

Erico Verissimo

R$ 64,90

Objetiva

Liderança

Daniel Goleman

R$ 57,90

Objetiva

Minha história

Michelle Obama

R$ 74,90

Companhia das Letras

Hibisco roxo

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Antes do baile verde

Lygia Fagundes Telles

R$ 64,90

Indisponível

Ficha Técnica

Título original: Ana terra Páginas: 112 Formato: 13.50 X 18.50 cm Peso: 0.13 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 10/01/2005
ISBN: 978-85-3590-597-7 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Paixão, tragédia e luta marcam a vida de Ana Terra, grande criação de Erico Verissimo e um dos personagens inesquecíveis da literatura brasileira do século XX. Obra de grande força imaginativa, Ana Terra pertence à trilogia O tempo e o vento.

"Sempre que me acontece alguma coisa importante, está ventando", costuma dizer Ana Terra, que reside com os pais e os dois irmãos numa estância erma do interior gaúcho, na segunda metade do século XVIII.
O cotidiano dos Terras é duro, penoso, arriscado. Tiram sustento da colheita. Calculam a passagem do tempo observando a natureza. Vivem sob o perigo de ataques de índios ou de renegados castelhanos, estes últimos recentemente expulsos do Continente de São Pedro.
Ana Terra, única filha mulher, é impedida de comprar um espelho, "coisa do diabo", objeto fútil nesse ambiente austero. Sem ter onde mirar-se, só pode contemplar sua figura na superfície do regato onde lava a roupa da família.
É nesse regato que ela depara com Pedro Missioneiro, ferido à bala. Mestiço de índio nascido numa missão jesuítica, Pedro lutara ao lado dos estancieiros pela expulsão dos castelhanos. Após restabelecer a saúde, pouco a pouco vence a desconfiança dos Terras e a repulsa de Ana, para quem sua "presença era tão desagradável como a de uma cobra". Sem perceber, a moça enamora-se de Pedro, uma atração trágica e irresistível que muda a vida da família Terra para sempre.
Marcada por uma beleza áspera, com personagens fortemente ligados à natureza que os sustenta e os agride, Ana Terra faz parte da saga O tempo e o vento, obra-prima de Erico Verissimo.

Sobre o autor