Home | Livros | Companhia das Letras | EM BREVE TUDO SERÁ MISTÉRIO E CINZA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

EM BREVE TUDO SERÁ MISTÉRIO E CINZA

Alberto A. Reis

R$ 99,90

/ À vista

Apresentação

Neste notável romance de estreia, um narrador irônico e politicamente incorreto conta a história dos Dumont, casal de franceses que se muda para os grotões do Brasil a fim de enriquecer com a extração de pedras preciosas.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Em breve tudo será mistério e cinza

Alberto A. Reis

R$ 99,90

Companhia das Letras

Americanah

Chimamanda Ngozi Adichie

R$ 94,90

Zahar

Antropologia cultural

Franz Boas

R$ 69,90

Preço total de

R$ 264,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O museu da inocência

Orhan Pamuk

R$ 99,90

Indisponível

Companhia das Letras

Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios

Marçal Aquino

R$ 67,41

Companhia das Letras

O tempo e o vento - Parte II - O Retrato (Edição Econômica)

Erico Verissimo

R$ 89,90

Companhia das Letras

A cidade o inquisidor e os ordinários

Carlos de Brito e Mello

R$ 89,90

Edição Econômica

Gabriela cravo e canela

Jorge Amado

R$ 69,90

Companhia das Letras

O tempo e o vento -- Parte III -- O arquipélago -- vols. I a III

Erico Verissimo

R$ 99,90

Companhia das Letras

A vida invisível de Eurídice Gusmão

Martha Batalha

R$ 64,90

Zahar

Antropologia cultural

Franz Boas

R$ 69,90

Ficha Técnica

Título original: Em breve tudo será mistério e cinza Páginas: 568 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.676 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 26/08/2013
ISBN: 978-85-3592-312-4 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Neste notável romance de estreia, um narrador irônico e politicamente incorreto conta a história dos Dumont, casal de franceses que se muda para os grotões do Brasil a fim de enriquecer com a extração de pedras preciosas.

No outono de 1825, o jovem joalheiro François Dumont e sua mulher Honorée abandonam o conforto da vida em Paris para embarcar numa viagem incerta rumo à Demarcação Diamantina, em Minas Gerais. Com o intuito de escapar das sombrias ameaças que pairam sobre sua família e alcançar uma prosperidade impossível em seu país de origem, François planeja enriquecer com a mineração de diamantes.
Na jornada até o sertão mineiro, os imigrantes franceses deparam com uma bizarra sequência de presságios e encontros singulares. Avisados pelas autoridades locais de que a autorização para extrair diamantes nunca seria concedida a estrangeiros, os Dumont vão em busca do ouro mineiro, sem imaginar que as escaramuças da infame política local, dominada pelas famílias Silveira e Caldeira Brant, poderiam arruinar seus sonhos. A aventura dos franceses ainda se entrelaça à jornada de um casal de escravos, Marcos e Rosa. O jovem negro, seguido de sua fiel companheira, enfrenta as mais adversas condições para honrar um juramento feito em seu nome.
Neste surpreendente romance de estreia, um narrador politicamente incorreto conduz o leitor aos grotões do Brasil, apresentando personagens e cenários numa prosa bem calibrada entre ficção e realidade.
Transitando pela narrativa irônica, burlesca, trágica e solene, Alberto A. Reis traça um panorama bem-humorado da sociedade mineradora do sertão de Minas Gerais no início do século XIX.

Sobre o autor