Home | Livros | Companhia das Letras | A QUEDA DO CÉU
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A QUEDA DO CÉU

Davi Kopenawa e Bruce Albert
Tradução: Beatriz Perrone-Moisés

R$ 109,90

/ À vista
ou em até 2x no crédito de R$ 54,95

Apresentação

Relato de xamã Yanomami revela a riqueza e as lutas dos povos da floresta em livro de gênero único.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

A queda do céu

Davi Kopenawa e Bruce Albert

R$ 109,90

Companhia das Letras

A vida não é útil

Ailton Krenak

R$ 44,90

Companhia das Letras

Ideias para adiar o fim do mundo (Nova edição)

Ailton Krenak

R$ 44,90

Preço total de

R$ 199,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Seguinte

Sempre em frente

Rainbow Rowell

R$ 71,91

Companhia das Letras

O oráculo da noite

Sidarta Ribeiro

R$ 94,90

Seguinte

Eleanor & Park

Rainbow Rowell

R$ 69,90

Companhia das Letras

O ar que me falta

Luiz Schwarcz

R$ 69,90

Companhia de Mesa

A química dos bolos

Joyce Galvão

R$ 179,90

Companhia das Letrinhas

E foi assim que eu e a Escuridão ficamos amigas

Emicida

R$ 44,90

Paralela

O alquimista

Paulo Coelho

R$ 59,90

Companhia das Letras

A vida não é útil

Ailton Krenak

R$ 44,90

Ficha Técnica

Título original: La chute du ciel Páginas: 768 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 1.018 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 20/08/2015
ISBN: 978-85-3592-620-0 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Relato de xamã Yanomami revela a riqueza e as lutas dos povos da floresta em livro de gênero único.

Um grande xamã e porta-voz dos Yanomami oferece neste livro um relato excepcional, ao mesmo tempo testemunho autobiográfico, manifesto xamânico e libelo contra a destruição da floresta Amazônica.
Publicada originalmente em francês em 2010, na prestigiosa coleção Terre Humaine, esta história traz as meditações do xamã a respeito do contato predador com o homem branco, ameaça constante para seu povo desde os anos 1960. A queda do céu foi escrito a partir de suas palavras contadas a um etnólogo com quem nutre uma longa amizade - foram mais de trinta anos de convivência entre os signatários e quarenta anos de contato entre Bruce Albert, o etnólogo-escritor, e o povo de Davi Kopenawa, o xamã-narrador.
A vocação de xamã desde a primeira infância, fruto de um saber cosmológico adquirido graças ao uso de potentes alucinógenos, é o primeiro dos três pilares que estruturam este livro. O segundo é o relato do avanço dos brancos pela floresta e seu cortejo de epidemias, violência e destruição. Por fim, os autores trazem a odisseia do líder indígena para denunciar a destruição de seu povo.
Recheada de visões xamânicas e meditações etnográficas sobre os brancos, esta obra não é apenas uma porta de entrada para um universo complexo e revelador. É uma ferramenta crítica poderosa para questionar a noção de progresso e desenvolvimento defendida por aqueles que os Yanomami - com intuição profética e precisão sociológica - chamam de "povo da mercadoria".

Sobre o autor