Home | Livros | Companhia das Letras | COMO SER AS DUAS COISAS
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

COMO SER AS DUAS COISAS

Ali Smith
Tradução: Caetano W. Galindo

R$ 77,90

/ À vista

Apresentação

Inventiva e lúdica, Ali Smith oferece um romance sublime que reafirma a força de uma das vozes mais originais e celebradas da ficção atual.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

Como ser as duas coisas

Ali Smith

R$ 77,90

Companhia das Letras

Por acaso

Ali Smith

R$ 72,90

Companhia das Letras

Hotel mundo

Ali Smith

R$ 62,90

Preço total de

R$ 213,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Companhia das Letras

O amor dos homens avulsos

Victor Heringer

R$ 57,90

Indisponível

Alfaguara

Cidade das garotas

Elizabeth Gilbert

R$ 72,90

Alfaguara

Conversas entre amigos

Sally Rooney

R$ 64,90

Indisponível

Companhia das Letras

Suíte em quatro movimentos

Ali Smith

R$ 67,90

Companhia das Letras

A primeira pessoa

Ali Smith

R$ 57,90

Companhia das Letras

Com armas sonolentas

Carola Saavedra

R$ 67,90

Indisponível

Seguinte

Cinco Júlias

Matheus Souza

R$ 54,90

Ficha Técnica

Título original: How to be both Páginas: 320 Formato: 14.00 X 21.00 cm Peso: 0.388 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 23/09/2016
ISBN: 978-85-3592-794-8 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Inventiva e lúdica, Ali Smith oferece um romance sublime que reafirma a força de uma das vozes mais originais e celebradas da ficção atual.

Escritas com paixão, as obras de Ali Smith são únicas. Aclamadas, discutidas e premiadas, renderam um séquito de leitores à escocesa, sensação literária da contemporaneidade. Como ser as duas coisas não é diferente. Na Inglaterra, o livro vendeu 150 mil exemplares no primeiro ano - feito raro para um romance literário. A versatilidade da arte é o tema por trás das trajetórias de amor e injustiça que aqui se espelham dissolvendo gêneros, formas, tempos, realidades e ficções. Com técnica análoga à pintura de afrescos, Smith cria uma original história de duplos, protagonizada por um pintor renascentista dos anos 1460 e uma neta dos anos 1960.

Sobre o autor