Home | Livros | Companhia das Letras | A TINTA DA MELANCOLIA
CLIQUE PARA AMPLIAR
Ler um trecho

A TINTA DA MELANCOLIA

Uma história cultural da tristeza

Jean Starobinski
Tradução: Rosa Freire Aguiar

R$ 97,90

/ À vista

Apresentação

Um poderoso e esclarecedor retrato da melancolia escrito por um dos grandes intelectuais de nosso tempo.

Frequentemente comprados juntos

Companhia das Letras

A tinta da melancolia

Jean Starobinski

R$ 97,90

Companhia das Letras

Represálias selvagens

Peter Gay

R$ 62,90

Companhia de Bolso

Jacques Lacan

Elisabeth Roudinesco

R$ 52,90

Preço total de

R$ 213,70

Adicionar ao carrinho

Você pode gostar também de

Objetiva

Me diga quem eu sou

Helena Gayer

R$ 47,90

Companhia das Letras

Um crime da solidão

Andrew Solomon

R$ 49,90

Edição Econômica

O demônio do meio-dia (Nova edição)

Andrew Solomon

R$ 79,90

Companhia das Letras

Represálias selvagens

Peter Gay

R$ 62,90

Alfaguara

O céu dos suicidas

Ricardo Lísias

R$ 57,90

Companhia das Letras

As máscaras da civilização

Jean Starobinski

R$ 57,90

Indisponível

Companhia das Letras

A literatura e os deuses

Roberto Calasso

R$ 57,90

Ficha Técnica

Título original: L'encre de la mélancolie Páginas: 568 Formato: 16.00 X 23.00 cm Peso: 0.846 kg Acabamento: Livro brochura Lançamento: 07/12/2016
ISBN: 978-85-3592-824-2 Selo: Companhia das Letras Ilustração:

SOBRE O LIVRO

Um poderoso e esclarecedor retrato da melancolia escrito por um dos grandes intelectuais de nosso tempo.

Temas relacionados à melancolia são uma constante no pensamento do psiquiatra, crítico literário, linguista e filósofo Jean Starobinski. Ao longo de mais de meio século, ele investigou esse traço do espírito humano com a multiplicidade de enfoques que caracteriza seu trabalho. Da história das doutrinas e dos tratamentos da melancolia a suas aparições na obra de artistas emblemáticos como Cervantes, Baudelaire e Kafka, Starobinski combina rigor e lirismo nesta reunião de ensaios. Analisando a melancolia à luz de diferentes períodos históricos sem deixar de identificar aquilo que lhe é inerente, Starobinski nos oferece um retrato primoroso de uma das manifestações mais complexas da história do pensamento ocidental.

Sobre o autor